-->

Páginas

17 junho 2009

Piercings & Tatuagens

A propósito do último post da Cat, apeteceu-me contar a minha experiência.

Piercings: nada que me seduza. Não tenho nenhum, nem tenciono ter. Acho piercings no umbigo uma das coisas mais pindéricas que se pode ter: só quem tem uma barriga bem torneada, sem excessos é que devia estar autorizada a fazer um piercing no umbigo. Piercings em umbigos de barrigas flácidas é deprimente. Tive, há uns anos, um caso com um moço que tinha um piercing na língua. E aquilo sim, era... útil. Eu era incapaz de fazer, mas beijos com aquilo são qualquer coisa...!

Tatuagens: aqui o caso já muda de figura. Adoro! Mas nada de exageros... Fiz a minha primeira tatuagem há três anos e meio e qualquer dia faço outra. Comecei com uma que de discreta tem pouco: fica num sítio visível e não é pequena, mas só se vê no Verão e mesmo no Verão consigo tapá-la sem problemas. Por isso nunca me senti afectada profissionalmente por ter uma tatuagem (até porque em publicidade e comunicação, já se sabe: pode-se tudo!). Quando fizer outra há-de ser mais pequena do que esta e em sítio mais discreto, muito ptovavelmente sem cores, só um ou dois símbolos (ou seja, um ou dois kanji).

Tatuagens que eu acho péssimas: golfinhos, fadas, estrelas, bonecos de BD e tribais ao fundo das costas. Mais uma vez, este é o tipo de tatuagem que devia ser proibido por lei: o que alguns (e algumas) acham sensual, a mim parece-me apenas muito vulgar... e acho que as mulheres com tatuagens ao fundo das costas ficam tipo máquina de flippers, o que, acho eu, é péssimo.

E vocês? O que acham?

4 comentários:

  1. Os piercings e as tatuagens não têm muito a ver comigo. Acho que não combinamos. LoL Mas não desgosto de ver em algumas pessoas... Agora piercings em barrigas flácidas e tatuagens ao fundo das costas NÃO, por favor!!

    Beijinho

    Filipa

    ResponderEliminar
  2. Adoro aquela expressão a referir às tatuagens no fundo das costas das meninas, a "tramp stamp". Vulgarizaram-se demais. Adoro tatuagens e um dia ainda terei coragem de fazer uma, mas visto que ainda não me decidi completamente pelo que quero fazer, vou deixando a poeira assentar.

    Já gostei mais de piercings, mas há sempre uns vencedores a que ainda acho alguma piada, como no nariz e na sobrancelha. Tenho um, no lóbulo "frontal" da orelha, que entretanto também se tornou muito usual, mesmo em homens (que sinceramente, não gosto de ver), mas como o fiz antes de ser moda e ainda me gosto de ver com ele, não pretendo tirar.

    ResponderEliminar
  3. Ok, eu confesso, já o tive no umbigo, o belo do piercing, mas eu, felizmente e por enquanto, pertenço à classe das barrigas bem torneadas portanto acho que estou desculpada;) Tirei-o há uns meses, já o tinha há imenso tempo... Mas de vez em quando, principalmente no Verão, quando estou moreninha, tenho saudades e chego a arrepender-me de o ter tirado;(
    Tatuagens (ainda) só tenho uma. Também não sou muito adepta da onda dos golfinhos, fadas, rosas, estrelas e bonecos, muito menos de tribais ao fundo das costas mas respeito quem gosta. A minha, na omoplata, é personalizada e tem um significado muito especial, que só eu e ele sabemos;)
    Ando a pensar fazer outra, mais pequenina mas também personalizada. Só me falta decidir onde, na parte interna do tornozelo ou na palma do pé.

    ResponderEliminar
  4. acho que sou uma maquina de flippers

    curiosamente não me sinto assim, mas prometo pensar nisso ;)

    ResponderEliminar

Obrigada!