-->

Páginas

12 agosto 2009

Os doces

Cada um é para o que nasce e eu não nasci para açúcares. Assumo a minha falta de talento para a doçaria, tal como assumo o meu dedo para os salgados.

O cheesecake, do Flagrante Delícia, ficou bom, apesar de eu ter aldrabado ingredientes e quantidades. É por isso que digo que a Leonor é "demasiado" profissional. Isto é, no fundo, o melhor elogio que lhe poderia fazer. A (des)propósito, um agradecimento ao Miguel, namorado e fotógrafo da Leonor, pela dica sobre o freeware que faz o que o Photoshop faz. Resultou!

O bolo de chocolate veio do meu sítio do costume: o site da Vaqueiro. Não é mesmo nada de especial (para não dizer que é mau - e não, não foi da minha falta de jeito, mas sim do facto de ter respeitado a receita e posto cacau em vez de chocolate em pó!). O que o safa é a cobertura raptada a outra receita. Em todo o caso, foi a primeira e última vez que fiz esta receita.

Já os jantares têm sido outra conversa. Sem receitas tiradas de livros, já saiu um chao-min de vaca com vegetais (para ser chique devia ser "vaca com vegetais sobre cama de chao-min), um spaghetti com marisco... e ainda há-de sair uma lasanha de frango, cogumelos e ananás, pelo menos.

E sim, a minha dieta ficou algures em parte incerta. Recomeço para a semana...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!