-->

Páginas

16 novembro 2009

11 anos

Há 11 anos, mais ou menos por esta hora, debaixo de um calorzinho bom de verão de S. Martinho, na esplanada do piso 3, lá na faculdade onde andávamos, ele perguntou se podia, depois de termos estado a conversar. E eu disse que sim, que podia. E ele beijou-me. Saímos dali de mãos dadas, sem ninguém ter tido necessidade de clarificar que coisa era aquela que tínhamos um com o outro. Ambos sabíamos que era um namoro e que era para durar. Apesar de nos conhecermos há pouco tempo (uns 2 ou 3 meses, eventualmente) e de termos dado o primeiro beijo uma meia hora antes. E durou. Primeiro um ano e meio. Depois dois anos e um mês. Agora dura quase há três anos. Entretanto separámo-nos, voltámos, separámo-nos outra vez, voltámos outra vez. E tivemos uma filha. E casámos. E queremos que não haja mais separações. Queremos que seja para sempre, como nos filmes e nas histórias-de-amor-para-sempre em que ela acredita.

Amo-te. Mesmo nos dias em que me zango e me chateio e me aborreço. Mesmo nesses dias, o meu último pensamento antes de adormecer é teu. E estás mesmo ali ao meu lado, de pés entrelaçados nos meus. E não trocava esta serenidade por fogo nenhum. Porque tu és o amor da minha vida. Para sempre.

(Provavelmente o post mais lamechas de sempre...)

9 comentários:

  1. Depois de tantos retornos, qual é a dúvida???

    You belong to each other!

    ResponderEliminar
  2. Que liiindo... E que dure muitos e muitos anos!;)

    BJS*

    ResponderEliminar
  3. Acho que já tinha deixado um comentário "algures" a dizer que acho a vossa história linda! Hoje reitero isso. :)

    ResponderEliminar
  4. uma história de encontros e desencontros... mas com final feliz, assim espero :D

    ResponderEliminar

Obrigada!