-->

Páginas

09 novembro 2009

Coisas que me acontecem...

Ao lado da minha casa há uma mercearia. Na semana passada fui lá comprar umas coisas. Estava outra cliente a pagar e havia conversa no ar:

Cliente: então o seu filho, está bom?
Dona: está, obrigada.
Cliente: ele é tão lindo, tão lindo...
Dona: obrigada, pois é...
Cliente: vai ter mitas mulheres atrás dele.
Dona: olhe que ele não liga nenhuma. Diz que quando namorar é para casar...
Cliente: Credo!! Isso não se usa! Diga-lhe que namore!
Dona: ele não quer mesmo, diz que agora é para estudar.
Cliente: eu cá incentivo os meus a namorar. O mais velho também é muito certinho mas o mais novo... aqui há dias pediu-me um preservativo dos do pai. Eu dei-lhe dois e disse para quando ele quiser, pedir. Veja lá, já no tempo da minha avó havia preservativos lá em casa... Ela trabalhava para uns juízes e ao fim de 13 filhos a mulher do juiz deu-lhe um preservativo, explicou como é que se punha e mandou-a usar aquilo para não ter mais filhos. A minha avó chegou com aquilo a casa e ia apanhando porrada, o meu avô dizia-lhe que aquilo era coisa das prostitutas e foi enterrá-lo ao fundo do quintal...

Excesso de informação?? Nããããão...

6 comentários:

  1. Isso já me aconteceu tantas vezes, que agora antes de meter a palhinha, abro as orelhas ao pacote!:p

    ResponderEliminar
  2. LOLOLOL

    Uma cena verdadeiramente hilariante!

    ResponderEliminar
  3. É mesmo um caso de too much information & thank you for the mental picture. Ainda assim hilariante!

    ResponderEliminar

Obrigada!