-->

Páginas

30 dezembro 2009

Coisas que toda a gente deve ler antes de morrer

(Seguindo a sugestão da Butta - e há que dizer que vocês são uns leitores do caraças (no bom sentido) que me dão umas ideias/sugestões brilhantes every once in a while -, cá vai...)

Ensaio Sobre a Cegueira, José Saramago - porque é um soco no estômago, porque nos mostra quão baixo pode descer a raça humana, quando o que conta é a sobrevivência. Continua a ser, anos e anos depois, livros e livros depois, o meu livro preferido.

Morreste-me, José Luís Peixoto - porque é pura poesia e dor e mágoa e saudade e muito pouca gente escreve como o José Luís Peixoto.

A Sombra do Vento, Carlos Ruíz Zafon - Porque há um encantamento especial neste romance. Quem ama Barcelona passa a amar ainda mais e quem não conhece fica com o bichinho instalado...

A Um Deus Desconhecido, John Steinbeck - Um clássico brilhante.

Trilogia de Nova Iorque, Paul Auster - não é um livro fácil, mas é Nova Iorque e é a essência da raça humana que está ali esplanada.

A Casa Quieta, Rodrigo Guedes de Carvalho - Porque é tortuoso, pouco óbvio e acaba por ser um desafio.

Memórias de Uma Gueixa, Arthur Golden - Sublime, poético. Um romance que se passa num mundo diametralmente oposto ao nosso mas se calhar bem mais parecido do que possa aparentar...

Os Pilares da Terra, Ken Follett - Isto é épico. É fascinante a forma como se entra na história, que se passa na idade média, e se vive aquilo como se estivéssemos lá dentro.

Este é o Meu Corpo, Filipa Melo - Cru, duro. Muito, muito bom.

O Deus das Pequenas Coisas, Arundhati Roy - Mais um soco no estômago, desta vez dos lados da Índia...

A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera - Uma história de amor intemporal, daquelas que marcam (e que eu me esqueci de nomear, por isso, obrigada Miss Strawberry!!).

Um Amor Feliz, David Mourão-Ferreira - Mais uma história de amor. Li este livro demasiado nova para o ler (tinha uns 18 anos) e sinto que, quando o reler, vai ser tudo novo. Mas mesmo assim ficou marcado porque é magistral.


Há mais livros que são brilhantes mas que, pronto, se se morrer sem os ler, paciência. E aposto que se voltar a este post daqui a um ano terei com certeza alterações a fazer... (2010 será o meu ano dos clássicos. Quero ler o "Anna Karenina", o "Guerra e Paz", o "Crime e Castigo" - tudo de autores russos -, "O Nome da Rosa", o "Ensaio Sobre a Lucidez", "As Intermitências da Morte", "O Ano da Morte de Ricardo Reis" e o "História do Cerco de Lisboa"... tudo coisas fáceis, portanto... O que vale é que já sei que, destes, acabo por só ler um ou dois e o resto hão-de ser coisas que comprarei entretanto...).

14 comentários:

  1. Desses só não li esse do Peixoto, Filipa Melo e o Follett, e acho que o do Rodrigo Guedes de Carvalho é péssimo. Se puderes começa pelo Ano da Morte de Ricardo Reis, um dos melhores do Saramago ;)

    ResponderEliminar
  2. Marianne

    "Cem anos de Solidão" e "Amor nos Tempos de Cólera", de Gabriel García Marquez, bem como "O Cemitério dos Barcos sem Nome", de Arturo Pérez Reverte também me parecem livros que toda a gente devia ler antes de morrer... E confesso que o "Ensaio sobre a Cegueira" também é um dos meus preferidos...
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Miss Strawberry, os do Garcia Marquez sim. Arturo Pérez-Reverte não consigo ler. Tenho o "A Tábua de Flandres" a meio há uns 2 anos e não há maneira...

    Estrela do Ar, precisamente por saber que "O Ano da Morte de Ricardo Reis" é um dos melhores do Saramago (ele próprio diz que é o preferido dele) é que o ando a deixar para o fim...!

    ResponderEliminar
  4. Que engraçado, dos livros dessa lista que já li também recomendo a todos que leiam e quando me falam de Saramago não consigo deixar de dizer "o Ensaio sobre a Cegueira" é o melhor.
    Em relação aos Pilares da Terra, ofereceram-me no Natal e vi que já tem continuação "O Pilares da Terra volume II", já leu? Que me diz desta segunda parte? Também já vi que vai dar um filme ou série, não perdi muito tempo a perceber :)

    ResponderEliminar
  5. Desta lista eu colocaria no topo o Deus das pequenas coisas, é dos meu livros preferidos. Do Saramago também gosto bastante e do Ken Follet fico reticente, li um livro dele chamado "Rebecca" e aquilo era muito mauzinho, a roçar o pornográfico. Mas já faz muito tempo e ele pode ser muito melhor escritor agora.
    Obrigada pelas sugestões!

    ResponderEliminar
  6. Margarida, "Os Pilares da Terra" são dois volumes, sim. Aliás, se ler só um fica mesmo com a história a meio... Há uma espécie de continuação d'"Os Pilares da Terra", que se chama "Um Mundo Sem Fim" (também em dois volumes), que se passa no mesmo sítio, com personagens que descendem das d'"Os Pilares da Terra". Não é tão bom, mas se gostar do universo que vai ler nesse então aconselho que leia também os outros!

    ResponderEliminar
  7. Merenwen, o Ken Follett começou a sua carreira como escritor de livros policiais. "Os Pilares da Terra" está a anos-luz de ser um policial... Acredita, vale bem a pena!

    ResponderEliminar
  8. Marianne, concordo... há que ser persistente para ler APR mas o resultado final vale a pena... Lembrei-me de outro: "A insustentável Leveza do Ser", de Milan Kundera... acho simplesmente maravilhoso!
    Bjs
    Já te disse que adoro o teu blog?!?

    ResponderEliminar
  9. Miss Strawberry, obrigada pelo elogio!!

    E como é que eu me fui esquecer d'"A Insustentável Leveza do Ser"??? Vou já rectificar a lista...

    ResponderEliminar
  10. desses que referiste ainda só li a Trilogia em Nova Iorque e tenho ali para ler A casa quieta. Quanto aos futuros, já li o Ano da morte de Ricardo Reis e gostei imenso. Saramago é um excelente escritor.

    Vou tomar este post como uma bela lista de sugestões para próximas aquisições :)

    ResponderEliminar
  11. Pronto, na segunda vou lá ao estaminé dizer à directora que estou só de passagem, porque tenho de ir ler umas coisas importantes antes que vá desta para melhor e com a preparação de aulas e correcção de testes e tuditudo não vou ter tempo de certeza. Acho que ela compreende. ;)

    beijinho!

    PS - E obrigada por "responderes" ao meu desafio. Neste momento, estou a meio do Millenium 1, ainda sem perceber muito bem o que tem o "títalo" a ver com a narrativa... We'll see, we'll see... ;)

    ResponderEliminar
  12. Há alguns desses que estão já em lista de espera aqui nas minhas prateleira.
    Faz um esforço e lê Pérez-Reverte. Não é fácil, é um facto, mas é uma escrita extremamente rica, merece a pena. Ainda só li dois dele, mas gostei imenso de cada um ("o clube Dumas" e "um dia de cólera").
    O "Crime e castigo" é um livro genial, mas o "Anna Karenina" tive de deixar a meio. Autores russos são complexos e difíceis, mas depois conta se mereceu a pena o esforço e dar-lhe-ei nova oportunidade.

    Para este ano quero muito ler a trilogia Millenium,e, para re-leitura (que adoro fazer de vez em quando), "O retrato de Dorian Gray". O resto, o ano ditará...

    ResponderEliminar
  13. Obrigada Marianne!
    Realmente agora fui ler a última página e aquilo não é fim nem é nada. Vi que tinha continuação e pensei que fosse o Volume II ;)
    Lá terei que comprar mais um livro, oohhh ;)

    Bom ano 2010!

    ResponderEliminar
  14. O Deus das Pequenas Coisas, delicioso.
    Ensaio sobre a Cegueira, brilhante, sem duvida um soco no estomago.
    A Casa Quieta está na pilha de livros a ler, e os outros ainda nao li, mas levo desta lista boas sugestoes!

    Fiquei curiosa com a trilogia Millenium, quem é o autor? E vale a pena?

    ResponderEliminar

Obrigada!