-->

Páginas

04 janeiro 2010

De vez em quando...

... apetece-me escrever assim uma coisa pseudo-qualquer-coisa (repetir "coisa" duas vezes seguidas não é coisa de pseudo-coisa-nenhuma... passa a quatro vezes "coisa"). Depois reconsidero e travo a fundo, cheiro a pneu queimado e duas impressões digitais provam a travagem. Mas, bolas, apetece-me escrever qualquer coisa que vá além das coisinhas coisas que por aqui vou escrevendo. E depois penso que se calhar não tenho tempo e não tenho as ideias assim tão bem alinhadas e falta-me o tempo para costurar tudo comme il faut e travo a fundo, cheiro a pneu queimado e o resto já se sabe. Mas

É dois-mil-e-dez e eu que não gosto de números pares (porque não gosto de coisas demasiado certinhas alinhadinhas direitinhas, porque acho sempre que sou rebelde demais para isso) vou ter que me capacitar de que levarei, vida fora, com um ano par na minha história. O único ano par de que me recordo. Senão vejamos

nasci num ano ímpar
entrei para a faculdade e saí da faculdade em anos ímpares (ah, e tal, mas na primária, no preparatório e no secundário hás-de ter entrado e saído em anos pares... curiosamente até acho que não... 85, 89, 91, 94... lá está, comecei o secundário em 94...)
fui mãe num ano ímpar
casei num ano ímpar

Tudo ímpar. Pode parecer uma estupidez - e é -, coisa de obsessiva-compulsiva (que, informo desde já, não sou). Mas eu sou assim. Quanto mais fora do esquema, mais confortável me sinto.

E isto para dizer que queria escrever qualquer coisa pseudo-qualquer-coisa, andei a deambular pela importância dos números ímpares na minha vida e acabo aqui. Se conseguiram chegar aqui, parabéns, estão prestes a perceber que dois-mil-e-dez será, apesar de par, um ano ímpar na minha história. Será o ano em que me torno mãe de um par de filhos/as. Era isto. Se chegaram até aqui passam a saber que estou grávida. E não se fala mais no assunto (vou tentar, prometo. Não quero inundar isto de merdices fofinhas, queridinhas, cutxi-cutxi, porque I'm not that kind of mom).

19 comentários:

  1. Parabéns! :)
    E nós queremos coisas cutxi cutxi e queridinhas sim senhor!
    Como foi aqui dito no post, vai-se a ver e é um ano ímpar. As coisas boas continuam a acontecer em anos ímpar :)

    ResponderEliminar
  2. Bem me parecia, pelo que já tinhas escrito! Parabéns aos papás e à mana mais velha!
    E não sei porque é que prometes contenção, afinal é o teu blog e falas do assunto quantas vezes te apetecer, right?
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  3. Ooooohhhhhh!!! Que bom!!!! Parabéns!! E claro que acreditamos que não vai haver cutxi, cutxi. É que os nossos filhos nem são a coisa mais fofa que existe e aquele cheirinho e aquelas peuguinhas pequeninas nem nos derretem nem nada... ;) Muitas felicidades! (Já agora, eu também sou dessas dos números ímpares: filhos - 3 naturalmente - de 2003, 2007 e 2009 e casamento em 2005).

    ResponderEliminar
  4. E agora uma família de número par. Ai ai!
    :)
    Mais uma vez os meus parabéns. É tão bonito ver as famílias a crescerem e as surpresas a tornarem o ano já tão delicioso!
    Obrigada por isso.

    ResponderEliminar
  5. Belo começo de ano par! Parabéns! acho que é isto que se diz, não?! Muitas, muitas felicidades!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns, muitos parabéns!
    Acho que é um excelente motivo para passares a gostar dos anos pares. :)

    ResponderEliminar
  7. Fiquei de lagrimita no canto do olho;)

    Sei que não és "that kind of mum" mas espero que vás dando feedback desta nova etapa da tua vida.

    Beijinhos e votos de um 2010 cheio de concretizações!

    ResponderEliminar
  8. Parabens!!!!!! =)
    vais ver que afinal os anos pares também podem surpreender e trazer coisas boas!!! :)

    ResponderEliminar
  9. Eu cheguei até ao fundo do texto porque adoro essa tua escrita doida e impar :P

    E muitos parabéns =D

    ResponderEliminar
  10. Uma vez mais, parabéns!!! E que seja um ano ímpar, pois então ;)

    ResponderEliminar

Obrigada!