-->

Páginas

13 janeiro 2010

Irritações

Há qualquer coisa que me irrita muito nas pessoas que se levam demasiado a sério. As pessoas que elas é que sabem, elas é que viram, elas é que foram, elas é que fizeram dão-me cabo da paciência. E perante elas entro em modo non-sense, de gozo puro, descarado mas que, invariavelmente, nunca é percebido por elas como sendo gozo. Azar. Eu não me levo a sério. Eu gozo-me. Nisso adianto-me sempre a qualquer outra pessoa. Quando me encontram fragilidades já eu as escarneci há um bom naco de tempo. Não sou apanhada de surpresa, portanto.

Mas mais do que as pessoas que se levam a sério, irritam-me as pessoas que me levam a sério. Que não me percebem as ironias nem as idiossincrasias, nem nada dessas coisas. Porque depois, antes de quaisquer outras coisas, penso delas poucochinho. E eu não gosto de pensar poucochinho de ninguém. Pensar poucochinho de alguém é tão mau como ter pena de alguém. Pensar "oh pá, coitada, vive neste mundo e acha que assim é que é, coitadinha" é do pior.

6 comentários:

  1. Este post podia ter sido escrito por mim, sem dúvida :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda hoje pensei isso de uma pessoa. Olho para a pessoa, acho que até é bem formada etc etc, mas depois há ali algumas coisas que a torna tão "poucochinho" como tu dizes. Mas eu estou a trabalhar na tolerância. A sério que sim. Porque se não for assim, apanho uma pilha de nervos cada vez que me cruzo com gente assim.

    ResponderEliminar
  3. Lembrei-me logo de um bom leque de pessoas mal comecei a ler este post... Limito-me a partir a rir na cara dessas pessoas... =)

    ResponderEliminar
  4. é que não podias ter descrito melhor. é que é mesmo isso!

    ResponderEliminar
  5. Acho que é importante as pessoas saberem rir de si próprias, e acima de tudo não viverem fechadas em verdades absolutas! É muita arrogância achar-se que já se sabe tudo, e conehço uma pessoa em particular que é assim...e irrita-me tanto, tanto!
    Bj

    ResponderEliminar

Obrigada!