-->

Páginas

22 fevereiro 2010

Da poesia

É preciso ser-se mesmo muito bom a tamborilar com as palavras para se fazer boa poesia com rimas. A fórmula gasta dos verbos é para esquecer. Alma e calma, ama e chama, perfume e queixume está mais do que batido. Eu, que gosto muito (mesmo) de poesia, fujo de poemas em rima como o diabo foge da cruz simplesmente porque, regra geral, aquilo é mau. Agora, poesia como deve ser pelas mãos do Vasco Gato, do valter hugo mãe (as minúsculas são propositadas - ide googlar), do José Luís Peixoto... isso sim... merece o tempo que se gasta a ler...

Pronto, era só isto. Fazia cá falta um travozinho de erudição pedante, vai daí...

3 comentários:

  1. Também estiveste a ver o "Câmara Clara"? :)

    Também gosto muito do valter hugo e do José Luís, já do Vasco Gato confesso que li muito pouco:/

    ResponderEliminar
  2. Ja agora aproveito para publicitar o meu desafio =P
    http://whats-left-inside.blogspot.com/2010/02/desafio-de-pascoa.html

    ResponderEliminar
  3. Poesia não é o meu forte. Nem ler nem escrever.

    ResponderEliminar

Obrigada!