-->

Páginas

25 fevereiro 2010

It's a new dawn, it's a new day and I'm feeling...

GOOD!

Que bom... passar uma noite a ouvir os estores a bater nas janelas, tal era a ventania... E passar a noite a sonhar com trabalho, e que havia uma nova colega chamada Hannah, que fazia questão de fazer um grande mistério acerca do país onde teria vivido toda a sua vida - big deal, era israelita e não ficou muito contente quando eu decifrei o grande enigma sem dificuldade nenhuma -, colega essa que fazia maquetes e traduções para francês porque afinal também tinha não sei o quê a ver com França, e depois era sempre o mesmo drama dos caros no estacionamento, o meu sempre à frente do de toda a gente, e eu não sei onde em trabalho e a minha directora a querer sair para ir buscar as filhas...

E depois, quatro-e-meia-da-manhã, mããããããããe... ó mããããããããe, anda cá! Mããããããããe... e lá vou eu deparar-me com dois olhões abertos, qué leite, siga o leite, não encontro o biberão, está no lava-loiças, mas olha lá, o pai deu-te leite? Sim, deu, mas qué mais. Está bem, siga mais leite, seja, bebe o leite e adormece, quatro-e-trinta-e-nove e eu regresso para a cama e volta a Hannah e mais os dramas todos e o vento a bater nas janelas, ao menos estava quente debaixo dos lençóis.

Nove horas. Piiiii, o pão está pronto, toca a mexer, entro no carro e cinco quilómetros depois já só cheira a pão quente lá dentro - puta da dieta - e lá venho eu, na esgalha, it's a new dawn, it's a new day and I'm feeling...

GOOD!

4 comentários:

Obrigada!