-->

Páginas

17 fevereiro 2010

Lets be who we are not

 Foto: Lia
Audrey Hepburn vezes três. Ninguém nos perguntou quem éramos. As luvas tingiram-nos as mãos. As penas das luvas chegaram a casa a tresandar a fumo. A Sofia dançou descalça - aventurou-se em saltos demasiado altos e olha. A Lia estava muito Audrey Hepburn, principalmente a partir do momento em que pôs os óculos escuros. Pena não ter levado o gato amarelo, que se chama simplesmente Gato, tal como o gato amarelo da Holly Golightly se chama Cat. Eu estava em overdose de música de merda. Juro sempre que nunca mais me meto em coisas que envolvam o "Cidádji Márávilhósa, chêia dji incantuis miu" mas vou sempre lá bater. Meia hora antes de nos virmos embora começou finalmente a dar qualquer coisa levemente aparentada com música mais ou menos dançável. Mas, para desgosto da Sofia (que parece a mais nova das três), não aguentei mais. E mesmo assim precisei do dia seguinte inteiro a dormir para me conseguir manter de pé, sem palitos a segurar as pálpebras. Foi bom. Não por ser Carnaval, mas porque estivemos as três juntas a dançar, coisa que aconteceu a penúltima vez na minha despedida de solteira e, antes disso, aí em 2005. A próxima saída a três terá obrigatoriamente que ser para um jantar no Bairro. E nada de saltos altos quando isso acontecer, ouviu, menina Sofia?

2 comentários:

  1. Bairro rules! ME going there today, apesar da chuva.Bom jantar e uma caipirinha?

    ResponderEliminar

Obrigada!