-->

Páginas

08 abril 2010

24 Hora a Hora


De vez em quando faço o que fiz ontem: compro livros de autores portugueses de quem nunca ouvi falar. Este comprei-o e li-o ontem. É pequenino (99 páginas) e lê-se bem. São 24 contos, sobre 24 personagens, durante 24 horas (não se passa em 24 horas, mas as horas servem de referência). Não desgostei.

O problema: o de sempre... erros, gralhas, falta de revisão de textos. Um exemplo gritante (ou dois, pronto): "concerteza". Está errado. É "com certeza". Outra: no meio de uma frase aparece qualquer coisa como isto "afim de fazer...". Está errado. É "a fim de".

Chateia-me comprar livros para depois me deparar com isto. Chateia-me ir ver a "ficha técnica" e perceber que não houve revisão. Ninguém é infalível. Mas há que evitar falhar. E apeteceu-me (juro) mandar um mail para a editora a oferecer-me para rever textos. 

5 comentários:

  1. Manda, mulher! Senão houver leitores atentos como tu, qualquer dia vemos a correcção do português escrito ir de vez pelo cano. Bem sabemos como a do oral já lá foi.

    ResponderEliminar
  2. Rachelet... "Se não" e não "senão"... (lol! brincando...)

    ResponderEliminar
  3. Eheheheh! Estou com a Rachelet, manda um e-mail, sim. Há que ter um bocadinho mais de atenção.

    ResponderEliminar

Obrigada!