-->

Páginas

28 abril 2010

Conversas parvas

Ao lado do meu prédio há uma mercearia onde vou muitas vezes. A dona é... básica, pronto. Anteontem estava um casal de leste à minha frente, os dois a falar (suponho eu) russo entre eles e português correcto mas com sotaque com a senhora da mercearia. Quando eles sairam:

Ela: esta é portuguesa e casou com um russo.
Eu: olhe que ela não parece nada portuguesa.
Ela: ai parece, parece, é morena.
Eu: mas fala russo e português com sotaque.
Ela: mas fala bem português, se calhar tem família portuguesa, pronto.
Eu: pronto, está bem...

No fim desta conversa dei por mim a pensar por que raio é que eu me dou ao trabalho de continuar as conversas com a senhora...

3 comentários:

  1. Ir à mercearia é uma experiência e tanto. Da ultima vez que lá fui, comprar tomates e courgettes o sr diz-me :" ó menina olhe que isso que leva aí nao sao pepinos", "eu sei sr. fernando, sao courgettes", "ah, pensei que a menina estava confundida e ia fazer selada de pepino com courgettes".
    Sempre me divirto com o sr.fernando e as velhotas :-)

    ResponderEliminar
  2. Então significa que ela acha que todos os morenos só podem ser portugueses. caraças, se calhar não sou portuguesa e ainda não descobri, tenho de ir perguntar a essa senhora!

    ResponderEliminar

Obrigada!