-->

Páginas

08 abril 2010

Duas ou três coisinhas sobre a tarde de hoje

Fui almoçar às 16h20. Almocei um palmier coberto (o cabrão estava a rir-se para mim, a berrar o meu nome, o estúpido) e um sumo de laranja natural (este foi um processo anjinho-diabinho: o diabinho a mandar-me comer o bolo, o anjinho a autorizar na condição de o acompanhar com um sumo de laranja natural). Almocei numa esplanada, o que minimizou o dano (já que já estava com o estômago colado às costas, ao menos fui almoçar a um sítio decente).

Estou a ler um livro que se chama "Cordeiro - O Evangelho Segundo Biff, o Amigo de Infância de Jesus Cristo", de Christopher Moore. E começo a achar que tenho um "problema" qualquer... As minhas leituras dos últimos tempos metem quase todas Catolicismo. A parte boa: o livro é uma delícia. Já me ri, já sorri, já me esforcei para não me rir. Belíssima tradução e, pasmem-se, ainda não apanhei gralhas (mas só vou na página 36 e ainda tenho 465 pela frente).

Tenho as mãos todas debotadas de azul, cortesia das calças de ganga modelo Ali Babá e os 40 Ladrões que trago vestidas. Já foram lavadas não sei quantas vezes e continuam a debotar-me as mãos cada vez que as meto nos bolsos ou as pouso nas pernas. Coisinha mai linda.

Está sol. Está calor (estavam 26º na rua, há meia hora). Há gente de sandálias, de havaianas e de botas. As pessoas que andam de havaianas e de sandálias são lulas ambulantes, de tão brancas. As que andam de botas também, mas escondem esse detalhe. E o que me apetecia mesmo era ir para a praia. Era isto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!