-->

Páginas

07 abril 2010

Leve

É como me sinto agora, depois de ter ido fazer a inscrição para doadora de medula. Fui com ela. Demorou 10 minutos (e foi este tempo todo porque eu quis dar sangue - e afinal não pude). É a coisa mais simples do mundo: chegar, preencher uma ficha, responder a duas ou três perguntas, esticar o braço, sentir uma picada, pôr um penso rápido, levantar e vir embora. E não consigo perceber porque é que só fiz isto agora. Estúpida.

(Miúda, vamos combinar almoço!!)

8 comentários:

  1. Como disse a Pat no outro post, sai-se de lá com uma vontade enorme q nos liguem a dizer q somos compatíveis com alguém. Já estou há uns 4/5 anos inscrita...sempre à espera de um telefonema.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. é ridiculamente fácil. e assim, num abrir e fechar de olhos, voilá, ficamos a fazer parte de uma base de dados que nos dá a possibilidade de um dia sermos "encontrados" por alguém que precisa.
    estou inscrita há mais de 8 anos. tenho pena que fazer parte desta base de dados não seja obrigatório como é ter-se um BI. Estar inscrito não quer dizer que algum dia se seja chamado, nem que sendo chamado será possível doar...mas fica a tranquilidade de consciência que, ali, naquele momento breve, destrancou-se uma porta e deixou-se um trilho rabiscado.

    ResponderEliminar
  3. Eu fui e depois recebi uma carta a dizer que não reunia as condições para ficar inscrita. Não gostam da minha medula! :(

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. É uma sensação bestial, isso é. Espero que sejamos aceites.
    Podemos combinar almocinho na semana que vem, que tal? Se o tempo se mantiver bom para a esplanada ainda vai ser melhor!
    ;)
    Falamos entretanto, boa?

    ResponderEliminar
  6. Eu também já me inscrevi há uns 3 anos quando houve uma campanha de recolha para uma menina com leucemia de uma localidade aqui perto de mim.
    Senti-me tão bem por me ter inscrito!

    ResponderEliminar
  7. Só tu e eu... Como é possível não me ter dado ao "trabalho"...
    Estúpido mesmo!
    Bjinho
    PS - parabéns pela atitude!

    ResponderEliminar

Obrigada!