-->

Páginas

16 abril 2010

Meter o nariz onde não se é chamado

Já aqui falei nela, na D. Alice que vai lá a casa às sextas-feiras aliviar-me da rotina das limpezas (e de dinheiro na carteira, claro).

A D. Alice é uma querida, que adora a minha filha e que a minha filha adora. A miúda sabe sempre que é sexta-feira, assim que acorda pergunta se a Aíxe já chegou.

A D. Alice manda bitaites acerca de coisas que não lhe dizem respeito. Como o número de pares de pantufas que a minha filha tem. E o que ela traz vestido. E o que eu tenho ou deixo de ter na despensa. E o sítio onde arrumo as revistas. E o número de revistas que guardo. E eu olho para ela, sorriso meio forçado na cara, sem lhe responder. Porque quando responder será para lhe dizer um simpático "queira fazer a gentileza de se meter na sua vida".

2 comentários:

  1. Axo que essas coisas devem ser logo ditas.. por com o tempo tende a piorar.. ganhando mais confiança ainda!!
    bjinhos!

    ResponderEliminar
  2. Realmente, não há necessidade de alguns comentários.

    ResponderEliminar

Obrigada!