-->

Páginas

09 abril 2010

SWOT

Não fazia uma análise SWOT há 9 anos. Ou seja, desde que acabei a licenciatura. Ou seja, o meu curso foi muito giro, muito divertido, muito engraçado, preparou-me para a vida (porque me permitiu crescer 4 anos, pronto) e tal e tal, mas não me serve de muito na vida real. E eu trabalho na área em que me licenciei, atenção. Curiosamente, a parte do meu curso que mais uso é aquela de que menos gostei quando o tirei: estatística, matemática e tal. Contas, portanto. Num curso da área das ciências sociais. Isto para se perceber a inutilidade da coisa. Acho que já deu para verem, não é?

Portanto, 9 anos depois, voltei a fazer uma análise SWOT. E uma espécie de mini-plano de marketing. O que faço com frequência são planos de comunicação, o que é diferente. E planos de meios, também faço planos de meios. E textos, escrevo textos. Considerem isto informação adicional e inútil, como o meu curso superior.

Eu devia era ter metido os corninhos nos livros como deve ser e ter ido para Psiquiatria. Isso é que era. Ou então ter tirado Psicologia, para me especializar em Criminal. E porque é que não fui para Psicologia, para me especializar em Criminal depois? Porque os meus paizinhos, como quem não quer a coisa, demoveram-me da ideia. Não acharam graça à filha andar metida em prisões e afins, a lidar com malucos perigosos. O que eles não sabem é que, cá fora, já lidei com uma data de malucos. Perigosos, ainda por cima. E não morri disso, curiosamente.

6 comentários:

  1. Os pais querem o melhor, mas às vezes têm é medo por nós.

    ResponderEliminar
  2. Sabes, eu tenho uma filha e se há coisa que não me passa pela cabeça é impedi-la de seguir os sonhos/vocações dela. Se lhe apetecer striper, seja. Se lhe apetecer ir para os Comandos, vá. Se lhe apetecer ser empregada de balcão, seja. É o que ela quiser. Os meus pais, talvez por eu ser filha única, não me apoiaram naquela escolha. Mas também nunca me impediram de voar, de fazer asneiras, de bater com os cornos na parede e aprender à custa disso. E eu só tenho a agradecer-lhes.

    ResponderEliminar
  3. Xiii, essas análises eram feitas por tudo e por nada...resultado: tive direito a uma "análise swot da nossa amizade", chorei baba e ranho...mas nunca mais me livrei de as fazer.
    Também tive um dia a ideia de ir para a PJ...mas os meus pais (ainda não sei bem como) lá me mudaram as ideias.(também devem ter feito alguma SWOT sobre o assunto)

    big kiss

    ResponderEliminar
  4. hahaha....levei com análises SWOT 4 anos da minha vida, e a bem da verdade uma análise SWOT pode ser aplicada em TUDO por isso se pensares bem, não te foi assim tão inútil porque tu pratica-la diariamente ;o)

    Do meu curso, aúnica cadeira que eu achei totalmente dispensável foi a de análise financeira e finanças para Marketing...não havia necessidade...tanto estudo, tanta hora queimada com aquela treta e pura e simplesmente não me serve para nada... :oP

    ResponderEliminar
  5. Exceptuando as contas, também faço isso tudo...

    ResponderEliminar
  6. Senti o mesmo... 4 anos que podia ter sido apenas um (excluindo tudo o que realmente interessa.

    Curioso.. também trabalhei em media (planeadora) durante 8 anos...
    Deixei há 3 meses esse mundo para me dedicar a outro totalmente diferente mas que me faz feliz!

    ResponderEliminar

Obrigada!