-->

Páginas

18 junho 2010

Duas horas

Foi o tempo que decorreu entre Saramago morrer e a livraria Europa-América aqui da terra meter um cartaz na montra com a foto dele, a dizer José Saramago, 1922-2010, Prémio Nobel da Literatura e espetar com vários exemplares do Caim, do In Nomine Dei e do Cadernos de Lanzarote na montra...

Não me pareceu uma homenagem. Pareceu-me um aproveitamento da situação.

7 comentários:

  1. Bolas! Não perdem tempo essas sanguessugas.

    ResponderEliminar
  2. Ai, agora vai ser isso em todo o lado. As livrarias devem estar a dar pulinhos de contentamento...

    A morte de Saramago é uma triste notícia. Acho que nunca estamos preparados para a morte de pessoas que admiramos. Achamos sempre que são imortais. Permanece a sua obra...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. pois, agora é ver os livros dele todos em destaque. até aqui, montes de gente dizia q ele era isto e era aquilo... é o que temos!

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente é bastante comum aproveitarem este tipo de situações para aumentar vendas e lucros... E, geralmente, conseguem exactamente o que queriam.

    ResponderEliminar

Obrigada!