-->

Páginas

22 junho 2010

A questão da prioridade

Há pouco, num Office Centre, apenas uma caixa aberta, com umas 5 pessoas na fila, e um rapaz a atender um senhor no balcão de apoio a clientes. Vou para a tal fila grande. O senhor à minha frente vai ao balcão de atendimento perguntar se não abrem outra fila. O moço diz que sim e que já chama pela mesma ordem. Como a coisa demora eu vou ter com o senhor e pergunto como é com as pessoas prioritárias. Ele pergunta porquê, eu digo que estou grávida, ele diz que me atende. Nisto estacionam atrás de mim mais umas quantas pessoas.

Estava já o senhor a passar as minhas compras quando vem o tal outro que estava à minha frente na outra fila, de mão na anca. E passa-se o seguinte:

Senhor: ouça lá, então eu venho aqui perguntar se não abrem mais uma fila, o senhor diz que sim e que vai chamar pela mesma ordem, e vem esta menina e passa à frente de toda a gente??
Eu: a menina está grávida. Se o senhor também estiver grávidA, pode passar à minha frente, sem problema nenhum.
Senhor, para o funcionário: eu até percebo que a menina seja mais bonita do que eu e que o senhor a queira passar à frente, mas acho inadmissível...
Senhora atrás de mim: mas o senhor não sabe que as grávidas têm prioridade?
Senhor: ah a menina está grávida? Não tinha percebido...
Eu: estou. Foi a primeira coisa que lhe disse.
Senhor: pronto, mas sempre quero ver o que é que o senhor vai fazer a seguir...
Senhora atrás de mim: ah quer? Eu digo-lhe: vai-me atender a mim, que tenho deficiência. Quer ver o cartão?

Claro que o homem deu meia volta, a bufar...

(Eu não faço finca-pé com as prioridades a não ser que a) esteja com a minha filha e ela esteja impaciente; b) me esteja a sentir mal; c) esteja aflita para ir à casa de banho, que foi o caso agora.)

3 comentários:

  1. Eheheheheheh! Tens de ver a coisa pelo lado positivo (se é que há um lado positivo para a má educação desse senhor): estás tão elegante que ninguém percebe que estás grávida! Nice!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Na minha ultima ida ao pingo doce a caixa para grávidas etc, tinha uma fila enorme de muita gente, mas nenhuma grávida. Mas lá está, é como tu dizes, eu estava a sentir-me bem, por isso continuei na minha fila. Claro que no dia em que precisar, nao vou hesitar e usar os meus direitos:-)

    ResponderEliminar

Obrigada!