-->

Páginas

15 junho 2010

Surreal

O país está em crise, toca de medidas de austeridade para cima.

Mas eis que chega o dia 15 de Junho e subitamente a crise atenuou. Tanto assim é que às 15h uma série de empresas e de organismos do Estado podem parar para ver o jogo entre Portugal e a Costa do Marfim. Bonito.

Como é que há quem ache normal que isto aconteça? A mim dá-me cabo do juízo ver o Estado a trepar para cima de toda a gente (mas o TGV avança, não nos podemos esquecer) e depois dar abébias aos funcionários públicos para poderem fazer uma pequenina pausa de duas horas para ver um jogo. Em que é que isto contribui para a resolução da crise?

É por estas e por outras que desta vez estou ainda mais patriótica do que por alturas de outros campeonatos e desejo com todas as forças que Portugal perca tudo o que é jogo e não passe à fase seguinte. Para Portugal inteiro não parar não sei quantas vezes nas próximas semanas. Para Portugal continuar a trabalhar para ver se sai da crise. Isso sim, é gostar de Portugal, é ser-se patriótico. O futebol é, nesta altura, areia para os olhos da nação.

10 comentários:

  1. Ehehehehehe. Acabei de escrever sobre isso. Nós aqui vamos "parar". E vem quase toda a gente do edificio para a nossa sala já que é das poucas que tem televisão. Eu tenho a bateria do iPod carregada e não vejo a televisão do meu lugar... espero que dê para trabalhar qualquer coisa. Mas, que a sala vai estar cheia vai!

    ResponderEliminar
  2. Este é o país das "tolerâncias de ponto"! Ou é porque há um feriado e mete-se um dia, ou porque vem o Papa, ou porque joga a selecção... and so on...

    **

    ResponderEliminar
  3. Olha por aqui não há nada disso, nem sequer se falou em tolerância nenhuma... ;) e é estado

    ResponderEliminar
  4. Olha, eu sou a pessoa mais anti-selecção que conheço. E mais não digo porque já sei que me ia entusiasmar nas críticas e sei que, como em tudo na vida, há os que gostam.
    Só digo q concordo inteiramente com o q dizes. Acho é q foste muito meiguinha :))
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Há coisas assim, estúpidas. vá-se lá perceber porque o País está assim. difícil? eu acho que não..

    beijinhos, seguidora Miranda
    fashionmarketslove.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Qual crise?

    Qual produtividade?

    Esqueçam lá isso que para alegrar a malta tem que se dar umas pontes de vez em quando!

    ResponderEliminar
  7. Há coisa que me enervam mais, como os 80 milhoes de euros gastos com o Papa e os 10 milhoes de euros gastos no centenário da república. Só para dar dois exemplos...

    ResponderEliminar
  8. E já se fala em cortar com as pontes e colar os feriados ao fim-de-semana no ano que vem. Típico nosso: primeiro faz-se a asneira, depois, remedeia-se. Prevenção? Que é lá isso? Vamo-nos afundando alegremente e ao som das cornetas (recuso-me a usar um nome inventado para algo que já tem nome).

    ResponderEliminar
  9. completamente de acordo,anda tudo maluco,poramordedeus,as notícias,futebol,futebol,mundial ,,os jogadores o que comeram o que fizeram,não se aguenta,parece uma anestesia geral e assino por baixo mas isto não se pode dizer assim ,,,,ai e tal não és patriota,crise qual crise??

    ResponderEliminar

Obrigada!