-->

Páginas

23 novembro 2010

Do que vocês me foram lembrar...

Um livro. Escrever um livro. Um dia, tinha eu uns 12 ou 13 anos, apaixonadíssima pela escrita, decidi que um dia havia de escrever um livro. Mais do que isso: escreveria o livro, editá-lo-ia, receberia prémios e seria considerada uma das melhores escritoras da minha geração. Aos 12 anos, há quem sonhe com outras coisas: há miúdas que querem ser bailarinas, médicas, cabeleireiras. Eu só queria escrever. Isso e ter filhos.

Passaram quase 20 anos. Escrevi muito (muito mais do que escrevo agora), guardei quase tudo. Tive uma fase quase 100% dedicada à poesia. Depois elaborei a coisa e passei para os contos. Depois simplifiquei a coisa e começaram as crónicas. Depois disciplinei-me e nasceu o blog. E desvaneceu-se a poesia, diminuíram os contos, aumentaram as crónicas e o nível de disparate disparou substancialmente (porque toda a gente que me lê sabe que para aí 3/4 do que aqui se diz não serve para nada).

Continuo a sonhar com a escrita do livro. Já me deixei de lirismos no que toca a prémios e a ser uma escritora de renome. Mas sim, um dia gostava de escrever um livro. Um dia.

(Bom, pelo menos quatro exemplares estavam entregues: um para mim e os outros três para as três meninas que falaram nisso!)

15 comentários:

  1. Não me espanta, o meu sonho passava pelos mesmos moldes (não sonhava tanto com prémios, mas com a hipótese de ser escritora e ilustradora, seria genial).
    E acho que devias mesmo pensar nisso, gostava de ter ver editada...
    :)

    ResponderEliminar
  2. Pelo que aqui leio acho que não vai ser um sonho nada difícil de concretizar:) bj!

    ResponderEliminar
  3. Que boa ideia!
    Já tinha prenda de natal para oferecer à família toda (não este ano, claro!), mas antes “devorava-o” eu pois tenho a certeza que iria adorar.
    Força!

    ResponderEliminar
  4. Concordo com a Rita G., Eu acompanho este blog diariamante e acredita que se aproveita muito mais de 3/4 do que escreves. Partilhas muito e a vida é feita de partilhas. Não sei como vim parar a este blog mas recomendo ;)
    Imagino os tesouros que tens guardados, que foste escrevendo ao longo dos tempos.
    Eu cá para a escrita, não tenho jeito nenhum, sou mais numeros, no entanto gosto de Ler.
    Um dia destes, ainda realizas o teu sonho, quanto a compradoras acredita que seriam mais que muitas ;)

    ResponderEliminar
  5. Quando era pequenina queria ser deputada :)
    Eu adorava falar e achava fantástico haver um profissão em que as pessoas podiam falar o dia inteiro!
    Pelos 12 também queria ser escritora. E advogada. Lia muitos livros do Perry Mason :)
    Depois achei que a escrita exige uma bagagem e uma disciplina que ainda não tenho e adiei os planos para a reforma.

    ResponderEliminar
  6. por acaso também é um sonho que tinha. Mas não creio que tenha a criatividade necessária!

    ResponderEliminar
  7. Podes acrescentar mais um exemplar à lista porque também faço questão de ficar com um! E se possível autografado! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. 3/4?? :)

    olha, eu podia ter escrito este post, identifico-me com cada palavra!

    ResponderEliminar
  9. partilhamos o mesmo sonho de criança ;)

    ResponderEliminar
  10. Acho que podias tentar não é? =) *

    ResponderEliminar
  11. e eu também quero um...autografadp e tudo!
    Era bom que pensasses nisso! Why not?

    ResponderEliminar

Obrigada!