-->

Páginas

30 novembro 2010

Essa coisa maravilhosa que atende por Serviço Nacional de Saúde

Desta vez, sem ironia. Ontem tentei marcar consulta por telefone, não dá. Só presencial. Hoje eram 6h quando acordei para vestir a catraia que foi com o pai para casa da outra avó. Deitei-me mais um bocadinho e às 7h estava a pé. Às 7h30 estava à porta do centro de saúde, eu e mais umas 20 pessoas. Às 8h aquilo abriu e começámos a ser atendidos. 10 médicos, uma média de 5 vagas para cada um (para estas marcações diárias, porque têm mais consultas marcadas de um mês para o outro). Fui a 2ª a ser chamada para aquele médico. Marquei a consulta e saí de lá às 8h05. Fui buscar a minha mãe. Chegámos de novo ao centro às 8h40. O médico começava às 9h. Às 9h20 chamou a 1ª consulta. A seguir entrou a minha mãe. Saiu. Veio de lá com uma receita e com uma credencial para uma TAC. Fui à farmácia comprar o 5º tipo de injecções que ia ter que tomar. Regressei ao centro de saúde. Esperámos um bocadinho na enfermagem. Saímos de lá às 10h20. Fui levá-la a casa. Fim.

Aquele centro de saúde é organizado. As coisas funcionam com uma rapidez pouco comum. Nada de mal a dizer daquilo. Mas se isto não funcionar, o próximo passo é a "medicina alternativa" (uma sessão de Shiatsu, para ver se se descomprime a vértebra que está a fazer da minha mãe uma velhinha de 90 anos).

(Obrigada pelos votos de melhoras!)


8 comentários:

  1. Sei muito bem o que se sente numa situação destas... dos meus 29 anos já assisti 2x ao meu pai ficar um velhinho de 90 (e nem 60 tem ainda), e pensar exactamente o mesmo que ontem li aqui! A "cura" veio de muitas sessões de osteopatia, que recomendo desde que vi as melhoras que lhe fizeram! Fica aqui o testemunho, muita força e umas melhoras rápidas!

    ResponderEliminar
  2. que sorte ... no meu centro de saúde é preciso estar lá às 6h da manhã para conseguir vaga ... e nada de pensar em sair de lá, porque senão é confusão da feia :)**

    (as melhoras)

    ResponderEliminar
  3. Por estes lados tb não tenho nada a apontar ao centro de saúde... é 5 estrelas.
    As melhoras para a mamã!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Por acaso, também não me posso queixar muito do Centro de Saúde da minha área, até ver. As melhoras da tua mãe, também já passei por algo semelhante com a minha, sei como é angustiante ver uma mulher de 57 anos como se tivesse 100, a arrastar-se para fora da cama quase de joelhos até começar a conseguir andar qualquer coisa. Foi operada no ano passado e recuperou alguma qualidade de vida, não ficou 100 % (nem o médico lhe garantiu que ficasse) mas está muito melhor. Que tudo corra pelo melhor!

    ResponderEliminar
  5. É tão bom ouvir falar bem dos Centros de Saúde! E é bem verdade que alguns (infelizmente uma minoría mas pronto) funcionam bem. Vai correr tudo bem!

    As melhoras!

    ResponderEliminar
  6. se calhar outra alternativa seria um osteopata. se precisares de uma referência a minha mãe andou numa que era algures na Linha (Parede, ou Oeiras... por aí), e resolveu-lhe um problema que tinha com os braços ficarem dormentes durante a noite (era de coluna). acho que tens acesso ao meu endereço de email, se quiseres me liga vai :)
    as melhoras, entretanto.

    ResponderEliminar
  7. Há duas terapias excelentes para descomprimir - a descompressão, com uma máquina que estica a coluna no segmento comprimido, e a ozonoterapia, em que é injectado ozono a grande pressão, no disco, para o dilatar e descomprimir. Não sei se alguma delas será aplicável no caso, mas vale a pena explorar.

    Beijinhos e as melhoras *
    Mariana

    ResponderEliminar
  8. Administrativamente falando, também só tenho bem a dizer do meu centro de saúde. Já em termos de cuidados médicos propriamente ditos, já tive uma ou duas arrelias e tento evitar, na medida do possível, lá ir.

    ResponderEliminar

Obrigada!