-->

Páginas

08 março 2011

Festival da Canção

Sábado à noite estacionei os olhos nesse grandioso (not) evento que atende por Festival da Canção. Não vi as canções. Apanhei aquilo quando um punhado de ilustres (des)conhecidos dava as pontuações dos respectivos distritos, perante uma Sílvia Alberto a fazer um frete. A curiosidade venceu-me e andei pelo MEO interactivo a ouvir as musiquetas. Pavor. No meio daquilo houve duas que me chamaram a atenção. As que estavam melhor classificadas, até se meterem os votos do público ao barulho.

E o público resolveu assumir de vez a veia de stand-up comedy do evento. Aquilo já era uma palhaçada há um bom par de anos, portanto vai de fazer jus a isso e toca de pôr Os Homens da Luta a representar Portugal. Na Alemanha. A mesma Alemanha onde o menino Sócrates foi chamado pela Sôdona Merkel para prestar contas. Portanto, na Alemanha a impressão que têm de nós não é grande coisa. Não vai melhorar à conta do Festival da Canção.

Mas é uma chapada de luva branca. Na estação do estado, num programa de estimação da estação do estado, o povo (ainda) soberano resolve que quem ganha é o grupo (alucinado) que vai lá com uma canção de intervenção. Acho bem.


1 comentário:

  1. Exacto, como 'chapada de luva branca' e como 'vamos-lá-assumir-de-vez-que-isto-não-passa-de-uma-palhaçada-pegada' acho bem ;)

    ResponderEliminar

Obrigada!