-->

Páginas

10 abril 2011

Lovely sunday

Agradeço a quem de direito o facto de ter dois filhos que aprenderam depressa que a noite é para dormir - têm tempo para saber que não é bem assim...

Hoje a alvorada foi às 7h, com o mais novo a clamar por leite. Ia pô-lo na nossa cama quando dei conta de que a mais nova já lá estava, a ocupar o lugar do meio. Nem dei por ela se instalar... Fui, portanto, para o quarto deles. Deitei-me com ele na cama dela. Ele mamou e ficou a dormir. Fui dormir mais um bocado. Consegui só me levantar às 10h, coisa cada vez mais rara - mas que hoje era mesmo uma necessidade básica para mim.

Depois disso ainda não parei. Estendi uma máquina de roupa, pus outra a lavar, estendi esta última, arrumei camas, tirei loiça da máquina, pus loiça na máquina, fiz sopa. Pelo meio disto tudo dei dois banhos e pequenos-almoços. Ainda não parei, já disse? Vamos almoçar, eu e ela. O pai foi trabalhar. É a única parte triste deste meu domingo. Sinto-me órfã de marido e não gosto.

Daqui a bocado vai haver mais roupa a lavar, bacalhau a descongelar para o jantar, um ferro a engomar roupa e um bolo no forno. Os nossos domingos são assim: básicos, banais, suburbanos. Iguais a milhares de domingos. Uma rotina boa que nos adoça a alma. Para mim, está óptimo assim (menos a parte de o marido ter ido trabalhar).


2 comentários:

  1. Sim é um domingo comum a tantos outros mas torna se especial pela sua simplicidade :P
    As nossas rotinas são muitas e nem sempre conseguimos fazer tudo aquilo que queremos num só dia :P
    beijoca* continuaçao de um bom domingo!!!

    ResponderEliminar
  2. Que lindo o seu cantinhoo..
    adorei aqui!!

    estou seguindo..
    retribui??

    beijios
    http://pathyoliver.blogspot.com
    http://momentosdapathy.blogspot.com

    ResponderEliminar

Obrigada!