-->

Páginas

15 abril 2011

Recordar

Aqui há dias fui reconhecida pela minha professora de Português do 12º ano. Nunca me esqueci dela: alucinada, apaixonada pelo que fazia, instável. E deu-me uma nota catita, que não pôde oficializar (porque tinha que explicar muita coisa em conselho de turma e como a mim me interessava mais a nota que eu sabia que merecia do que a nota que ela me podia efectivamente dar, a coisa andou sem problema). Gostei das aulas dela, foi mais uma das professoras que tive a sorte de ter que me ensinou a gostar ainda mais da literatura portuguesa. Mas dizia eu: reconheceu-me. Eu com os meus filhos, num café de bairro e ela a levantar-se e a dizer um "olá, Marianne". Eu era capaz de jurar que nenhum professor meu se ia lembrar do meu nome ao fim de 14 anos. Afinal parece que não é bem assim.

E de repente, a pensar nisto, também eu me lembrei de alguns dos professores que fui tendo. Uma professora de francês que era um doce. O melhor professor de filosofia do mundo - que, mundo pequeno, é primo de uma grande amiga minha e que reencontrei no casamento dessa amiga. O professor de história que me levou para o teatro e que me ensinou a estudar. É giro pensar como, mesmo passado tanto tempo, estas pessoas continuam a ser importantes para mim. Porque me moldaram, porque me ajudaram a ser o que sou hoje. E só tenho a agradecer-lhes por isso.


6 comentários:

  1. Querendo ou não, aquelas gralhas que nos mantêm fechados nas salas de aula marcam-nos e nos marcamo-las a elas. Será bem dificil esquecer cada prof que ja passou pela minha vida e todos aqueles com que um dia me cruzarei.
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Com certeza marcaste essa professora pela positiva, o que é fantástico :)

    E achei piada à parte em que falas do professor de Filosofia: é que eu também tive o melhor professor de Filosofia do mundo e também o reencontrei no casamento de uma amiga, completamente sem contar.

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. E é que acontece mesmo... tenho a perfeita noção do que, o que sou hoje, em muito devo a alguns dos meus professores. E é muito bom isto acontecer, acho que mais do que ensinarem a matéria em questão os professores são, efectivamente, professores quando conseguem passar algo mais aos alunos.

    ResponderEliminar
  4. E que bem que soube, eu como professora que sou, ler algo positivo sobre esta classe. Eu recordo-me de alguns Professores meus, e também dos meus 5 anos como professora que sou posso dizer que me lembro de 90% dos meus alunos e os cumprimento pelos nomes ainda hoje.

    Digam o que disseram há e haverá muito bons Professores que inevitavelmente nos marcam e nos fazem um bocado do que nós somos.

    ResponderEliminar
  5. Querida Marianne, obrigada por esta singela homenagem, aos professores deste país. Obrigada :)

    ResponderEliminar

Obrigada!