-->

Páginas

20 junho 2011

Sobre o Alfaiate Lisboeta

Gosto. Já gostei muito mais. O Alfaiate Lisboeta tinha infinitamente mais piada quando era um blog sobre o que as pessoas vestiam em Portugal. Quando passou a ser o blog do que as pessoas vestem nas cidades para onde o Zé viaja perdeu metade da graça. A sério, para mostrar os estrangeiros já havia o Sartorialist e mais uns quantos. Sobre os nossos estilos não havia nada de jeito. Depois apareceu o Zé. E eu tenho pena que a essência do Alfaiate se tenha perdido em deambulações em estilo inter-rail. Zé, a sério... volta!!


7 comentários:

  1. Concordo contigo. Mas enfim, o blog é dela, e foi uma opção que tomou.

    ResponderEliminar
  2. Não podia concordar mais, podia deambular por Portugal inteiro e isso sim seria uma boa adição, agora o estrangeiro (por muito que eu goste de viajar, conhecer etc) já tem quem faça este tipo de compilação.

    ResponderEliminar
  3. Já vi o blog e não fiquei a seguir. Mas se o conceito do blog antes era esse, acho bem bem mais interessante e até fiquei curiosa! ;)

    Beijinhos*

    http://miminhoscom.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Também senti falta do nosso estilo como só o Alfaiate documentava. Continuo a gostar. Mas falta qualquer coisa...

    ResponderEliminar
  5. Sim, concordo contigo, era bem mais giro quando ele mostrava aqueles senhores já velhotes mas todos bem aprumados, de fatinho e gravata colorida. :-)

    ResponderEliminar
  6. Concordo assim muito muito muito. Agora está um igual aos outros que já existiam.

    ResponderEliminar
  7. "Agora está um igual aos outros que já existiam".

    Não posso concordar!... O Alfaiate Lisboeta é um blog único, é feito de pessoas com um brilho especial, é feito de histórias especiais. Independentemente dos rostos serem portugueses ou nem tanto, o que conta é que as imagens ali falam por si (e não falam por 'modas')! E ainda assim o Zé consegue sempre acrescentar valor às fotos com os seus maravilhosos textos.

    Se me disserem que há um blog (cá ou lá fora) capaz de criar a mesma intensidade de emoções, então aí repenso estas minhas palavras...

    ResponderEliminar

Obrigada!