-->

Páginas

28 julho 2011

4 em 4

Hoje é o 4º dia em que os jeans ficaram em casa. E é o 4º dia em que os saltos altos saíram à rua. E encontrei umas sandálias que amo, que têm pelo menos uns 8 ou 9 anos (mas que amo, amo, amo). Sandálias com quilómetros feitos e muitas, muitas histórias para contar. Se elas falassem... Foram a casamentos, a festas, a entrevistas de trabalho. E acho que me deram sempre sorte. Excepto um belo dia em que um salto se partiu em plena estação de metro de Entrecampos (ia a caminho do trabalho) e tive que ir comprar outras à pressa. Depois foi só trocar os saltos e ali continuam elas, intactas e giras. Gosto tanto.

[E, obviamente, é o 4º dia em que me vejo a mim e não a sombra. O poder que um pequeno gesto tem... impressionante!]


4 comentários:

  1. É verdade, pequenos pormenores fazem milagres pela nossa auto-estima. Hoje estou de vestido e sandálias de salto e também me sinto outra.
    E com essa das sandálias de 8 ou 9 anos, fizeste-me lembrar de uma cena que me aconteceu há um ano e tal, no baptizado do filho de uma amiga:
    Nesse dia resolvi usar umas sandálias cinzentas de salto, que eu havia comprado quando comecei a namorar com o meu marido(aliás, usei-as no nosso primeiro encontro) e que estavam guardadas no armário há um bom par de anos (ou mais...), por serem mesmo muito altas e eu achar que filhos pequenos não combinam com saltos mesmo muito altos. Mas nesse dia olhei para elas e elas olharam para mim e, não resisti, calcei-as. E senti-me bem, muito bem. Mas, pelo sim pelo não, levei num saquinho outro par de sapatos com um salto médio.
    Estávamos na igreja, a meio da cerimónia, e começo a ver umas coisinhas pretas espalhadas pelo chão à minha volta. Achei estranho mas não liguei. Às tantas, ao cruzar as pernas, olho de relance para as sandálias e percebo imediatamente de onde vinham as coisinhas pretas! A sola, uma plataforma de 2 cm em borracha, abriu e estava a desfazer-se! Devem ter ressequido, guardadas no armário tanto tempo... Foram logo para o lixo e valeram-me os sapatos que estavam no carro.
    Mas tive pena de me desfazer delas... ainda ponderei guardá-las como recordação...

    ResponderEliminar
  2. E desculpa lá se me alarguei no comentário anterior...

    ResponderEliminar
  3. São os pequenos pormenores que nos fazem encarar o Mundo com outra visão. O Mundo e a nós mesmas. Uns saltos, uma saia, um sorriso... e tudo corre bem. Beijinhos e um óptimo dia!

    ResponderEliminar

Obrigada!