-->

Páginas

20 julho 2011

Ainda sobre o meu Pai

Lembro-me das noites em que ele me adormecia na cama dele, a contar-me uma história. Era sempre a mesma e eu adormecia sempre mais ou menos no mesmo ponto. (A minha mãe, que tinha a 4ª classe quando casou, voltou a estudar já depois de eu nascer. Conto esta história no dia dos anos dela, que está quase aí).

Era uma história sobre uma cabaça, onde uma menina se escondia para fugir de um lobo. Foi ele que inventou a história, um misto de Capuchinho Vermelho com... Aladino, para aí. Lembro-me do tom de voz com que ele contava a história, se fechar os olhos "ouço-o" a contar isto. Tinha 16 anos quando ele ma contou pela última vez. Uma noite, não sei bem porquê, fui deitar-me na cama dos meus pais (acho que ele estava doente) e pedi-lhe que me contasse a história. Adormeci no mesmo ponto de sempre.

Foi uma coisa que quis que a minha filha vivesse. E vive. De vez em quando, ao fim de semana, ou se dorme lá alguma noite, pede que ele lhe conte a história e ele ali fica, pai e avô, a contar a história da cabacinha...

[Não preciso de dizer que acabei de escrever isto de lágrimas nos olhos, pois não?]

12 comentários:

  1. :) Recordações felizes, ao que parece, e ainda bem.

    ResponderEliminar
  2. "Corre corre, cabacinha, não vi velha nem velhinha"? Se é esta história, também ma contaram em criança:)

    ResponderEliminar
  3. a história não é inventada! :)
    existe mesmo e eu tb a ouvi!

    ResponderEliminar
  4. a vida é isto mesmo. São estas recordações!
    E sem querer estragar a lembrança, lol, eu tb conheço a história da cabacinha. Contava-ma a minha avó paterna. beijos

    ResponderEliminar
  5. Até eu fiquei com uma lágrima! :)

    ResponderEliminar
  6. Tu e eu, de lágrimas :)
    Infelizmente nunca tive uma relação assim tão próxima com meu pai (mesmo agora em adultos e apesar de estarmos juntos todos os dias) e estas histórias de pais tão próximos dos filhos tocam-me especialmente. Admiro muito a maneira como falas dos teus pais.
    Bjs e as melhoras da constipação.

    ResponderEliminar
  7. Como nunca ouvi nem li a história em mais lado nenhum, pensava mesmo que era criação dele!

    Repostos os créditos, siga a dança!

    ResponderEliminar
  8. Olá :)

    Veio convidar-te a ires espreitar o meu blog onde estou a vender roupa em 2º mão nova e usada.
    Aproveita agora, os preços sofreram uma descida significante :)

    Visita: http://getoutofmywardrobe.blogspot.com/

    Para mais informações e encomendas escreve-me para o aoestilosarah@gmail.com

    Obrigada e espero contar contigo como minha cliente ;D *

    ResponderEliminar
  9. A história da cabacinha! Há que anos que não ouvia ninguém falar dela.. veio-me à memória a voz da minha avó emprestada a contar-me essa história. :)

    ResponderEliminar

Obrigada!