-->

Páginas

01 julho 2011

Da sereia da Vodafone

Aqueles 30 segundos em que a Soraia Chaves faz de sereia, deitada em cima de um calhau, a anunciar qualquer coisa da Vodafone, são os 30 segundos em que eu acho que ela representa melhor. Ali considero-a uma atriz como deve ser. Em tudo o resto onde a vi, fiquei com a impressão de que ela é uma miúda com um corpo jeitoso (nem sequer a acho bonita), que representa mal que se farta.


5 comentários:

  1. Como concordo! Menos com a parte do anúncio que já me irrita e por isso não dá para avaliar a excelência da representação! No Crime do Padre Amaro também perdi o meu tempo a olhar para o padre nem deu para perceber a moça!! hehe

    Concordo que ela não será bonita, acho que tem assim uma cara de enjoada, cabelo escorrido, já vi entrevistas dela e parece uma mosca morta. E, bolas, não há trabalho que faça em que não se dispa.

    É assim uma figura - de aparência e a postura com que se apresenta mesmo nos trabalhos que fez - que não considero muito interessante.

    ResponderEliminar
  2. Olha que nem tinha reparado que era a Soraia Chaves!! Muito me contas!! :)

    ResponderEliminar
  3. Eu sinceramente ainda nem ouvi bem o que ela diz, porque as mamocas cheias de brilhantinas vermelhas não páram de abanar durante os 30 segundos do anúncio.

    ResponderEliminar
  4. Aqueles 30 segundos custaram 2.5 milhões. Só de pensar nisso já fico ourada.

    **
    mariana

    ResponderEliminar

Obrigada!