-->

Páginas

18 julho 2011

O que eu faço para emagrecer

A teoria

Ando a fazer a Dieta10. Já a fiz (há dois anos, antes de casar) e funcionou. Podia andar numa nutricionista "normal", daquelas que nos diz o que toda a gente diz (a da Dieta10 também diz), mas pagava muito mais e... não me apetece.
A ideia é a ideia por detrás de (quase) todas as dietas: reduzir MUITO os hidratos de carbono que se consomem, para que o que se ingere seja menos do que o que se gasta. Donde, convém fazer algum exercício, obviamente. Mas já lá vamos.

Portanto, a coisa processa-se assim: ao pequeno-almoço, um copo de leite magro ou chá ou café, com duas ou três tostas de aveia e trigo com manteiga magra ou queijo fresco ou fiambre de peru ou de frango. A meio da manhã um iogurte com duas tostas ou uma peça de fruta com duas tostas. Ao almoço, salada de tudo o que apetecer (tendo em atenção que não se pode misturar cenoura crua com tomate cru) ou peixe ou carne com legumes (tendo em atenção que não se podem misturar legumes cozinhados nesta primeira fase. Ou seja, se se comem bróculos, comem-se só bróculos, não se mistura com nada). Ao lanche uma gelatina com uma tosta ou um iogurte sólido com duas colheres de sopa de cereais de aveia da Dieta10. Jantar: carne ou peixe com legumes à descrição ou salada à descrição. Ceia, se for caso disso, um copo de leite ou um iogurte. À parte disto tudo, a regra básica de meter no bucho 1,5l de água por dia (ou chá, pronto).

Resumindo: nesta primeira fase não se ingerem hidratos de carbono além dos mencionados (nada de massas, nem de arroz nem de batatas). NUNCA se come cenoura cozida. Só se come uma peça de fruta (ou o equivalente em peças pequenas, tipo 20 cerejas, 2 ameixas, 2 kiwis, 7 morangos, etc.) por dia. Não se misturam vegetais cozidos. A carne e o peixe podem ser grelhados, cozidos, estufados ou assados. Nada de fritos nem de refogados.

Exercício: caminhar pelo menos 30 minutos por dia. Como isto não é exequível para o comum dos mortais, fazer-se o máximo que se conseguir. Mexer o rabo é o mote.

Suplementos: uma ampola de um complexo vitamínico em jejum. Drenafast em comprimidos ao pequeno almoço e ao jantar. Um comprimido de crómio uma vez por dia. Explicando: com a diminuição da ingestão de coisas no geral, o aporte vitamínico é menor. Vai daí, repõe-se com a ampola. O Drenafast é drenante e queimador de gordura (tem CLA). O Crómio é um estabilizador de açúcares, que faz com que o apetite por açúcares seja menor (isto, para quem se pela é por salgados, não faz falta nenhuma. A mim, que sou maluca por tudo o que seja doce - e que ando a sonhar com cupcakes - é uma ajudinha. Até pode ser um placebo, mas não faz mal).

A prática

Sexta à noite jantei sushi regado a sangria de espumante. Temos pena, mas queria mesmo "celebrar" o fim da amamentação (atenção: não deixei de amamentar porque quis. Ele deixou de querer mamar, eu deixei de ter leite. Por mim, amamentava até aos 12 meses ou coisa que o valha. Não calhou assim, paciência). Matar saudades de uma sangria era coisa que me andava a apetecer. Não alarvei no sushi, mas comi arroz para 2 meses, segundo o prisma da dieta. Comi bem menos do que comeria fora da dieta, mas ainda assim...
De vez em quando apetece-me uma coisa doce. E como. Dois quadrados de chocolate preto.
A teoria de cear um iogurte é maravilhosa se não se jantar às 21h para se ir para a cama às 3h, como me acontece muitas vezes. Maneiras que não dá. E nestas alturas vai uma tacinha pequena de muesli. Ou uns frutos secos (contados, que era coisa que eu nunca fazia...).
Ou seja, tenho deslizes, pois claro. E fico a sentir-me culpada, o que só pode significar que levo a dieta a sério. Mas tento (e consigo muito) seguir a dieta. Consigo almoçar saladas sem molhos, e faço jantar diferente para mim porque eles, coitados, são magrelas e não precisam de dietar comigo.

Exercício: é irreal pensar que consigo despender de meia hora/dia para andar ou seja o que for. Não consigo. Mas consigo aí uns 4 a 5 dias por semana. Pego em mim e vou para o Jamor à hora de almoço. Ou à tarde, quando saio. Ou ao fim de semana, como hoje. Ando e corro e no fim o pedómetro marca 2.5km feitos em cerca de meia hora. Mais os famigerados abdominais. Mais os alongamentos. Saio de lá de cabeça limpa, a agradecer por poder fazer isto, a sentir-me bem comigo. Mesmo que não me diminua o rabo, alivia-me a alma. Missão cumprida, portanto.

Esta semana a balança da nutricionista acusou menos um quilo. Podia ter acusado menos ainda, se eu não tivesse dado umas facadinhas na dieta aqui e ali. Mas não faz mal. Senti-me lindamente e, pensando bem, tendo 12kg para perder, a continuar assim, são mais 12 semanas disto. Não é muito tempo, pois não?

Estou empenhada. Comecei logo a ver resultados (da conjugação de comida com desporto) e isso anima qualquer um. Agora é continuar. Não quero desistir. Na parte alimentar tenho o super incentivo do meu marido. Na parte da corrida, anda o meu patrão a "apertar" comigo. Ou seja, estou rodeada 24h/dia e não me posso safar. Nem quero.

Comecei isto com 68,8kg. Esta semana peço 67,7. Espero, daqui a uma semana, estar a falar em 66,6. E assim sucessivamente. So far, so good.


8 comentários:

  1. olha, não sabia que existia drenafast em comprimidos (bolas, nem com a minha explicação que a ingestão de líquidos é para mim uma tortura a miúda da ervanária chegou lá) ... :)

    pergunta à tua nutricionista se juntares cavalinha e centelha asiática não te ajudará na perda de peso (foi o que me recomendaram a mim e é relativamente barato. e é no espírito "mais comprimido, menos comprimido". sorte!)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! Vou marcar hoje!!! Estou com 65kg e preciso de ir aos 53kg. Visto assim é fácil... :(
    beijinhos e coragem!!!

    ResponderEliminar
  3. Força, estás no bom caminho! Eu tb tenho de arranjar motivação para perder uns quilos...bj!

    ResponderEliminar
  4. Parece fácil, mas para quem gosta de doces, como é o meu caso, e também o seu, a coisa pode complicar-se. Mexe-me com o humor que é um absurdo! Posso fazer o gosto ao dente com nas porções correctas. Amén =)

    Boa continuação e força de vontade.
    Bjhs

    ResponderEliminar
  5. Obrigada por partilhares :) Vistas assim as coisas, não parece muito custoso. So help me God :)

    ResponderEliminar

Obrigada!