-->

Páginas

11 julho 2011

Quem diria...

Quem diria que eu, ao fim de 4 treinos, conseguia correr o almejado quilómetro... Corri-o, intercalado com caminhada, mas corri. E não fiquei para morrer. Corri na relva (do Estádio Nacional, a mesma onde se disputa a final da taça) e a sensação é completamente diferente de correr no tartan. Muito menos agressivo para as articulações. Muito menos cansativo. Dei 7 voltas ao relvado. A 1ª foi a correr (inteirinha), as outras foram meio a correr e meio a andar (assim mesmo, 50-50). Levei um pedómetro aldrabão, que diz que andei 1990 metros. Não me parece. Até porque há passos que aquilo não conta. Não interessa. O que eu sei é que consegui cumprir o meu objetivo. O próximo é conseguir dar uma volta inteira à pista de tartan do Centro de Alto Rendimento. O seguinte será correr 1k seguido. Com calma. A seu tempo. Para já, sinto que conquistei um patamar que é importante para mim. E isso fez com que passasse a tarde a sentir-me muito, muito bem.


5 comentários:

  1. Não tarda estás a correr a maratona... ;)Boa!

    ResponderEliminar
  2. Lénia, explica lá como se eu fosse muito burra: entraste mesmo para dentro do estádio? mesmo esse tartan onde fica? já não vou lá há imenso tempo mas só me lembro de uns percursos pelo "mato" mesmo. se puderes partilha, gostava de experimentar correr nesse piso, por enquanto tenho só feito caminhadas a andar, ainda que tente andar rápido, mas na rua é mais difícil manter o ritmo, entre atravessar estradas e olhar para o ar... :) thanks!

    ResponderEliminar
  3. Nes, há duas coisas (até há mais, mas a que já testei são duas): a pista de tartan do centro de alto rendimento (que é no Jamor, mais abaixo do estádio-da-final-da-taça) e a pista de tartan do estádio-da-final-da-taça.

    No CAR a coisa funciona assim: chegas lá, perguntas para que vestiário vais, dizem-te, pegas em ti e vais para o vestiário. Trocas de roupa, pegas numa moeda de €0,50 que usas para fechar o cacifo que escolheste. Vais para as pistas e corres/andas/atiras-te para o chão, durante o tempo que te apetecer. No final, voltas ao vestiário, tomas um duche quente, vestes-te, recuperas a tua moeda de €0,50 e vais à tua vida. Sim, é à borla. Com sorte ainda vês o Nelson Évora, pronto...

    No estádio-da-final-da-taça, vais ao segurança, pagas €1,10 (que não recuperas), vais para o vestiário, mudas de roupa, entregas o teu saco ao segurança (porque não há cacifos), vais correr para as pistas (que estão uma valente merda, ao passo que as do CAR estão excelentes) ou dás um passo para a esquerda e pisas a relva e ali continuas, a correr na relvinha onde os Cardozos da vida se matam a correr na final da taça.

    E é isto... eu estou a adorar, é muito melhor do que correr na rua, precisamente pelo que dizes: atravessar estradas, evitar levar com um carro em cima, evitar ser intoxicada com gases do demónio (e dos carros) e pronto...

    ResponderEliminar
  4. Ah, para chegar lá vais seguindo as indicações para o Centro de Alto Rendimento. O estádio é mais à frente, como se fosses para a A5.

    E hoje fomos para o estádio apenas porque não havia luz no CAR e não estavam a deixar entrar.

    ResponderEliminar
  5. Eu sabia que tu ias conseguir correr esse quilómetro :)
    E está-me cá a parecer que a partir de dia 26 de julho hei de combinar uma corrida contigo ;)!
    Beijos*

    ResponderEliminar

Obrigada!