-->

Páginas

29 agosto 2011

Back!

Estas férias foram uma espécie de mixed feelings. Não foram (de todo!) as férias que eu queria ter tido. Estive demasiado tempo na terra. O senhor marido teve que trabalhar dois dias, depois de regressarmos. Isso fez com que só tivesse havido dois dias de praia. Aldrabados. O primeiro começou na 5ª feira passada, às 17h, e terminou às 19h30. O segundo começou na 6ª às 10h30 e acabou às 12h. E foi isto. Sábado foi como se não estivéssemos de férias: limpeza (e é nestas alturas que eu penso: adorava ser podre de rica!!). Ontem foi dia de Ikea (post sobre isto a seguir) e mais limpezas e arrumações. Mas aquelas limpezas e arrumações que me dão um gozo do caraças, porque envolvem mudança de rotinas. E hoje, o normal: correria de manhã porque a miúda é alapada à cama como gente grande. Mas saímos a horas e cheguei a horas e pronto. Logo o regresso faz-se de comboio e é assim que vai passar a ser a rotina da ida/vinda do trabalho. É que o senhor António Costa foi celeríssimo a espetar parquímetros em tudo quanto é rua de Lisboa e não dá para oferecer cerca de 200 euros/mês à Emel. Não dá mesmo.

(Se ele tivesse sido igualmente célere a arranjar a 24 de Julho, do lado do Rio (que eu nem sei se se chama 24 de Julho, mas pronto. É a rua que passa em frente ao Museu da Electricidade, da Fundação Champalimaud (ou lá como se chama aquilo), da Torre de Belém, etc. Um degredo de buracos, é o que é. E com o dinheiro que andamos - todos quantos temos que trabalhar em Lisboa e, ups, precisamos de carro para trabalhar - a enfiar-lhe nos bolsos, bem que ele podia mandar recalcetar aquela merda que bem precisa).


2 comentários:

Obrigada!