-->

Páginas

12 agosto 2011

Gosto. Não gosto.

Gosto de regressar a este exercício de tempos a tempos. Gosto de comprar os "Gosto. Não gosto." que fui escrevendo ao longo do tempo. Gosto do Alentejo. Gosto de calor abrasador, daquele que nos obrigada a ficar em casa e que torna o ar irrespirável. Gosto do sabor de pimentos assados na salada (mesmo não conseguindo comer os pimentos). Gosto de sushi. Gosto de saltos altos. Gosto (muito) de escrever. Gosto da tranquilidade que fui conquistando ao longo dos anos. Gosto de continuar a ser um espírito inquieto. Gosto de ler. Gosto de Saramago. E de José Luís Peixoto. E de João Tordo. Gosto que os meus autores preferidos sejam portugueses. Gosto de correr. Gosto de pastéis de Belém. Gosto de cozinhar. Gosto de comer. Gosto de cabelos compridos. Gosto de barbas de três dias. Gosto das minhas melhores amigas. Gosto de amigas que, infelizmente, moram longe de mim (olá, Mafalda!). Gosto de devorar séries. Gosto do 24, apesar de já ter acabado há uns 2 anos. Gosto de mãos bonitas. Gosto do Gerald Buttler, do Orlando Bloom e do Brad Pitt. Gosto da Jennifer Aniston, da Meryl Streep e da Natalie Portman. Gosto de dançar. Gosto de música-para-dançar. Gosto de banhos demorados, a banheira cheia de espuma, e um livro nas mãos. Gosto de dormir. Gosto muito de costurar. Gosto da minha vida. Gosto de ser mãe. Gosto do cheiro do meu filho (que é, sem dúvida, o meu cheiro preferido). Gosto muito, muito, muito dos meus filhos.

Não gosto de hipocrisias. Não gosto de gente que fala, fala, fala e que não sabe quando parar. Não gosto de perder tempo. Não gosto de conduzir depressa (mas gostava, antes de ter filhos). Não gosto de cerveja nem de vinho (mas adoro sangria). Não gosto de favas, de ervilhas, de grão nem de feijão. Não gosto da grande maioria dos queijos (mas adoro queijo da serra). Não gosto de pessoas ambíguas. Não gosto de pessoas que dizem que sim a tudo, que concordam com tudo. Não gosto da situação em que Portugal está. Não gosto de falar demasiado. Não gosto de segundas intenções. Não gosto de perder horas parada no trânsito. Não gosto da era da futilidade que se vive hoje em dia (e que, nos blogs, é mato). Não gosto de pseudo-intelectuais burros. Não gosto de gente burra no geral. Nem tenho paciência para os aturar. Não gosto de já não ter o meu avô Eusébio por perto. Não gosto de sentir frio. Não gosto de cuspir para o ar (invariavelmente, já se sabe como acaba...). Não gosto de só ter 22 dias de férias por ano. Não gosto (muito) de estar grávida. Não gosto de ainda não me ter saído o Euromilhões. Não gosto da ideia de que um dia vou deixar de ter os meus pais comigo. Não gosto de não ter irmãos. Não gosto da falta de sossego com que me deparo de vez em quando. Não gosto de pessoas mesquinhas. Não gosto de saber que vou morrer. Não gosto do medo que sinto de que aconteça alguma coisa aos meus filhos.


5 comentários:

  1. Partilho alguns dos teus Gosto e muitos dos teus Não Gosto!
    Gosto de saber do que gostam e do que não gostam as pessoas, diz muito sobre quem são!

    ResponderEliminar
  2. Os "não gosto" podiam ter sido ditos por mim.

    Mas, no geral, também gosto dos teus "gosto" e sobretudo aprecio o exercício de consciência que fizeste para os distinguir, é bastante revelador.

    ResponderEliminar
  3. e nós gostamos de te conhecer mais um bocadinho :)

    ResponderEliminar

Obrigada!