-->

Páginas

04 agosto 2011

Não há nada que não me aconteça... MESMO!

18h45. Pego no miúdo ao fim da tarde e vou ao Pingo Doce do bairro. Faço as compras todas em tempo record. Chego à caixa, o rapaz passa os artigos todos e... e não tenho a carteira na mala. Estava capaz de jurar que a tinha comigo e que fui assaltada no supermercado. Não tenho certezas. Peço para cancelar tudo e digo que vou ver se tenho a carteira no carro. Não está. Nem no carro-de-família (que uso de casa para a minha mãe e da minha mãe para casa) nem no carro do trabalho (que uso para ir da minha mãe para o trabalho e do trabalho para a minha mãe). Começo a hiperventilar. Ligo ao marido. Pergunto onde é que ele está e ele engonha uma resposta, que está "ali assim ao pé da nossa rua" com a miúda, a comer um gelado. Passo-me e mando um berro e lá percebo onde eles estão. Vou lá ter.

Nisto ligo para o meu colega que vai ao escritório ao fim da tarde, a perguntar se ele já lá chegou. Peço-lhe que veja se está lá uma carteira assim e assim, ele diz que ainda não chegou e eu faço tempo até ele chegar. Pelo sim, pelo não, ligo para o Banco e anulo o cartão de acesso ao homebanking e o cartão de crédito (que eram as duas coisas que era mais fácil usar). Ele liga-me de volta, nada de carteira, ah, espera, está aqui, sim. Ligo para o banco e dizem-me que não posso anular as anulações que fiz. Uns 20 euros já foram com o caraças. (E se ele não fosse hoje ao escritório eu tinha agarrado em mim e tinha lá ido procurar a carteira antes de me pôr a anular cartões e a ir fazer queixa à polícia e a organizar a minha vida para ir amanhã para a loja do cidadão fazer os documentos todos outra vez...).

Peço o cartão MB do marido e vou de novo ao supermercado fazer as compras, já sem miúdo. Faço as compras todas novamente (porque achei que as minhas compras originais já deviam ter sido devolvidas à procedência), vou pagar. Chego à caixa e não sei o código, mando SMS a perguntar, ele não me responde, insisto, ele responde, mas entretanto já mandei anular a conta para não fazer esperar os desgraçados que tiveram o péssimo destino de se meter na fila atrás de mim. A senhora da caixa passa as compras novamente e quando vou a pagar... cartão expirado. Terminava a 07/11 (ou seja, há três dias). Peço para anular as compras novamente e para as guardar que eu vou só a casa buscar outro cartão e já volto. Vou a casa, pego no cartão atualizado, no cartão de crédito e em €50 e volto ao supermercado, onde as compras me aguardam. Pego em mais duas coisas, ponho-me na fila (para não gerar confusões) e estou uns 5 minutos a gramar com o cheiro nauseabundo de um homem com (muito) ar de sem abrigo, que foi buscar dois pacotes de vinho rasca. O cheiro é de tal ordem que eu me vejo obrigada a abrir o champô que estou a comprar para a miúda e a colar o nariz a ele (e mesmo assim ainda me chega aquele cheiro pestilento ao nariz). Compras passadas novamente, eu a arrumá-las e vem a gerente que, sem me ver, pergunta à rapariga da caixa se a "mulherzinha" já veio buscar as compras. Olho para ela nos olhos e respondo um "já vim, já". Ela imediatamente corrige o "mulherzinha" para senhora, cora, faz um sorriso amarelo e desaparece dali. Rio-me com a empregada: com dois cartões e uma nota de €50, não saio dali sem as compras. Pago com o cartão (que, finalmente, funciona). Meto tudo no carro e regresso a casa, para fazer o jantar com algumas das coisas que fui comprar. 20h35.

(Bright side: o jantar ficou delicioso, com o marido a pedir que eu aponte a receita - inventada na hora - e que a repita muitas vezes.)


9 comentários:

  1. Ai Marianne, que cena! Já me aconteceram ir para pagar as compras e não ter carteira, mas a situação resolveu-se muito mais facilmente!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Vieram-me 3 palavras à cabeça: Oh my God!!
    Isso é mesmo uma cena de filme! Ainda bem que ficou tudo resolvido e que a carteira apareceu!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Que stress!! Ao menos tudo acabou em bem e com um jantar delicioso:) bj!

    ResponderEliminar
  4. Ui, fiquei cansada só de te ler, que fim de dia pavoroso! Valeu pelos elogios do marido ao jantar, espero. ;-)
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Xiça eu teria desistido a meio :)

    ResponderEliminar
  6. Bolas, isso é que foi! Mas ao menos, no fim de tanto 'andar para trás e para a frente' lá conseguiste trazer as compras ;)

    Então e se o marido elogiou tanto o jantar, conta-nos lá o que era :)

    ResponderEliminar
  7. Quando a lei de Murphy actua três vezes de seguida com a mesma pessoa, já devia mudar de nome!

    ResponderEliminar
  8. Ehehehe, que querida. Eu tinha desistido e voltado no dia seguinte para fazer as compras. Bjs***

    ResponderEliminar

Obrigada!