-->

Páginas

18 agosto 2011

Planeamento semanal de refeições (para a Lua)

Não tenho nenhum programa XPTO que me diz o que hei-de fazer em cada dia. Também não criei seis ementas semanais que rodo ao longo do ano. Sou muito mais básica do que isso tudo.

Faço assim: primeiro, tenho que ter uma noção do que tenho em casa (no frigorífico, na arca e na despensa). Depois vejo o que é que tem que ser consumido rapidamente sob pena de ir parar ao caixote do lixo ser ter sido utilizado (por exemplo, se tiver atum a acabar o prazo, penso em qualquer coisa que leve atum). Depois tento perceber o que é que posso fazer que a) não seja demasiado complexo (e não me ponha na cozinha duas horas, em dia de semana) e b) que nos agrade.

Tenho uma série de receitas que são sucessos garantidos e que vou repetindo com alguma frequência: lasanha, lasanha de atum, bacalhau com espinafres e batata palha, massada de atum, sopa de peixe, bifes de cebolada, peixe em papelotes, arroz de polvo... 

Tento não abusar nas receitas calóricas, por isso procuro que haja peixe cozido, sopas, bifes grelhados e afins com alguma frequência.

Outra coisa que eu notava quando não fazia um planeamento semanal era que passávamos a semana a comer carne. Era muito mais imediato eu pensar em qualquer coisa com carne do que com peixe. E abusávamos. Agora não. A regra é: um dia peixe, um dia carne. Como a miúda está na escola tento que ela coma uma refeição de carne e uma de peixe por dia. Acontece que na escola dela eles são pelo livre pensamento e mudam a ementa que mandam aos pais com mais frequência do que eu consigo pensar em receitas. Portanto, nunca sei o que é que ela vai comer amanhã. Só sei o que comeu há bocado. Assim sendo, desisti de andar atrás deles e mantenho-me na minha cadência de um dia carne, outro peixe.

Até agora, era raro levar almoço para o trabalho. Isso vai mudar, assim que regressar ao trabalho. Portanto, vou ter que repensar o que vou fazer, mas não há-de ser grave.

Depois, na hora de planear a semana, o que acontece normalmente à sexta, o que eu faço é: com base no que tenho em casa, vejo o que me apetece fazer. Se houver peitos de frango, é provável que acabem no forno, panados com cornflakes, e acompanhados de arroz branco. Se houver pescada, ou vai cozida (adoramos, e não é irónico, gostamos mesmo!) ou temperada com coentros, orégãos, sal, azeite e alho, em papelotes, para o forno. Se houver bifes de peru, são grelhados e acompanhados com esparguete. Depois, porque gosto muito de cozinhar e de descobrir coisas novas, tento sempre fazer pelo menos dois pratos novos todas as semanas (daí não me dar bem com as listas que se repetem a cada seis semanas). Ou seja, pego nalguma receita que me tenha chamado a atenção e ponho-a na ementa. Tento mesmo é não deitar fora coisas que tenha no frigorífico.

Uso muito as revistas da Bimby, o site da Bimby, o da Vaqueiro e os livros da Mafalda Pinto Leite. Não tenho muito o hábito de procurar receitas em blogs e ainda não comprei o "Feito Em Casa" da Joana Roque (mas já faltou mais).

Porque é que programo a semana à sexta? Para aproveitar a ida às compras, no sábado de manhã, para fazer alguma compra de que precise. Tento ao máximo comprar tudo o que preciso para a semana (com excepção de carne e peixe) e evito passar a semana no supermercado. Gasto muito menos dinheiro assim (e consigo gastar ainda menos! E isto é uma coisa que quero mesmo fazer daqui em diante). Depois, com dois miúdos pequenos, a última coisa que eu quero é passar pela saga do supermercado todos os dias da semana! A sério, se eu puder evitar levá-los a esse centro de desespero que atende por supermercado, evito. Isso poupa-me carradões de nervos e mantém-me com disposição para cozinhar.

Acontece com alguma frequência não fazer o que tinha planeado para aquele dia. Ou porque a minha sogra nos manda jantar, ou porque jantamos nos meus pais, ou porque chegamos mais tarde e já não dá para fazer aquilo. No fim da semana sobra uma receita que transita para a semana seguinte. É menos uma em que tenho que pensar! Ah, e para o jantar de domingo, o que está escrito no quadro das ementas é sempre o mesmo: "sopa e coisas". É o dia em que petiscamos, em vez de jantar. Comemos uma sopa e torradas, ou ovos mexidos, ou pão com qualquer coisa. Ou, no verão, é o dia da caracolada. E sabe bem ter uma refeição assim, leve e descomplicada.

Outra coisa que faço com alguma frequência (e que quero passar a fazer mais, em mais versões): compro carne picada e guiso, com cebola, polpa de tomate, sal, alho e azeite. Divido em porções e congelo. Em dias de maior preguiça, descongelo uma porção, faço um esparguete e... voilá, esparguete à bolonhesa. Ou enfio aquilo entre placas de massa e... voilá, lasanha. Ou faço um puré e... voilá, empadão. É super versátil e desenrasca MUITO. Hei-de limpar a minha arca a fundo, ainda nas férias. Depois de me livrar de coisas que já lá estão há demasiado tempo há-de sobrar-me mais espaço. E hei-de ir cozinhando ao fim de semana. Congelo e depois, durante a semana, há uma ou duas refeições que é só descongelar e aquecer/levar ao forno. Simples e muito prático!

(Espero ter ajudado, Lua!).


6 comentários:

  1. À Lua não sei mas eu adorei ler o teu plano semanal!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Eu também sigo este esquema, mais ou menos: plano semanal da comida, só uma ida às compras por semana, aproveitar o que há e precisa de ser gasto, refeições ao fim de semana com os restos, que cá se chamam saldos e uma ou outra refeição nova que vamos tentando fazer de vez em quando. By the way, adorámos a receita das conchas com peito de frango e cogumelos:D Também já fiz com camarão em vez do frango, mas não ficou tão bom. Não tenho bimby, mas fiz à mesma:D

    ResponderEliminar
  3. Tenho mesmo de começar a entrar num esquema desses, às vezes tenho autênticas brancas, varre-se toda a inspiração da cabeça ou falta alguma coisa. Assim fica tudo mais facilitado, obrigada pelas dicas!

    ResponderEliminar
  4. Já agora, para quem tem menos imaginação:
    www.supercook.com

    ResponderEliminar
  5. Oh Marianne, fiquei tão feliz!
    :-D
    Adorei todas as dicas que deste! E vou já começar a incorporá-las!
    Realmente, nem que se fuja ao plano de vez em quando, se ele existir, fica tudo mais fácil, mais variado e mais saudável!
    Linda!
    :-D
    Obrigada!

    ResponderEliminar

Obrigada!