Sobre o tipo que violou a turista italiana

agosto 31, 2011

Mas alguém no seu perfeito juízo acha que um tipo que está ilegal em Portugal vai cumprir as apresentações periódicas à PSP a que foi obrigado por ter raptado e violado uma rapariga italiana que veio para cá de férias?

É preciso ser-se muito estúpido para se estabelecer uma medida de coação destas a um tipo destes. Para mim, em casos de violação, abusos sexuais a menores e afins não há cá apresentações periódicas nem prisões domiciliárias. É prisão preventiva mesmo, para depois passar à prisão efectiva. Já para não dizer que há casos em que tenho pena de não haver penas mais pesadas na moldura penal cá do burgo.


You Might Also Like

8 comentários

  1. Viva Portugal! Ou não.

    Enfim...somos assim tão idiotas?..

    Maria

    ResponderEliminar
  2. Se até ilibaram um sr. doutor-psiquiatra que violou uma grávida de 32 semanas, porque a violação "não foi exercida de forma violenta", que mais se podia esperar???
    Eu começo é a achar que os juízes nunca foram "violados" mas deveriam ser, assim para experimentar a sensação de "absorção"!

    ResponderEliminar
  3. o código penal português é uma vergonha e com a última revisão ainda ficou pior. às vezes faz-me ter vontade é de me auto-deportar.

    ResponderEliminar
  4. É ultrajante!
    Estas situações causam-me cá um asco que eu nem sequer consigo descrever!

    ResponderEliminar
  5. Concordo. Mas se é ilegal, era metê-lo num avião de volta ao seu país. Porque é que vou ser eu (contribuintes portugueses) a pagar-lhe a estadia na prisão?

    ResponderEliminar
  6. A justiça portuguesa deixa muito a desejar. É um facto indiscutível. Mas não acho que o problema seja só o código penal. Acho que em muitos casos, se um familiar do juíz fosse a vítima, a pena aplicada seria bem diferente. Sim, acho que por vezes os juízes são indiferentes, insensíveis e desinteressados.

    ResponderEliminar
  7. Qualquer tipo de abuso sexual em Portugal é tratado como uma brejeirice, como se a vítima estivesse a pedi-las, independentemente do sexo, idade, saúde mental, etc.
    Indicando as últimas estatísticas (com toda a sua falibilidade, visto que há tanta vítima que não o confessa) que cerca de 1 em cada 5 mulheres já foi vítima de qualquer tipo de abuso sexual, não sei como é que se acomoda com estas «penas» a nossa classe governante e judicial - que sem dúvida terá, pela força dos números, familiares vítimas.

    ResponderEliminar

Obrigada!

GoodReads Challenge

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Lénia has read 29 books toward their goal of 40 books.
hide

Instagram

Parceria

Subscribe