-->

Páginas

26 outubro 2011

New job... new wardrobe (sigh)

Maneiras que é isto: eu não sou nada de andar enfiada nas lojas a comprar tudo o que é tendência: siga snake print, siga calças não sei quê, siga color block, siga aqueles sapatos horrorosos qualquer-coisa-campbell. Não sou nada, nada assim. Compro roupa quando... errr... preciso. 

É o caso. O meu guarda-roupa é uma coisa muito mãe-de-dois-filhos-pequenos-que-calha-em-trabalhar-em-publicidade. Claro que tenho umas coisas mais clássicas e tal, mas poucas. Claro que nunca me chateei muito com isto. Claro que tenho N pares de calças que ainda (AINDA!!) não me servem. Mas, dada a envolvência do novo trabalho, pois que preciso de ir às compras. Mónica Lice, o jeitaço que tu me davas, rapariga! Aposto que me ias dizer que eu tenho mil peças de roupa combináveis entre si, numa espécie de revelação bíblica que eu nunca imaginei. 

Ai, caracinhas... (bom, a parte igualmente chata disto é que... preciso de sapatos. E de botas. E de sabrinas. Vou ter que deixar de trabalhar como quem vai ao supermercado. Nem é que mo exijam. Mas acho que já tenho idade para parecer apresentável. Já não tenho 22 anos, já nem tudo tem desculpa e justificação.

A sério, Mónica Lice... a faltinha que tu me fazes!! 


20 comentários:

  1. Well, espero que a ML te ajude. Eu sou da turma da Me... apesar de estar perto (getting far) dos 22 anos, nunca me vesti como tal. I love a nice feminine and classy work wardrobe!

    ResponderEliminar
  2. Sim, eu tb nunca me vesti como se tivesse 32 anos (que tenho... grrr...!). Vesti-me sempre como se tivesse 28, vá. But enough is enough...!

    ResponderEliminar
  3. O dress code é lixado :P
    Eu também para o meu trabalho não tenho que andar toda "pipipi", muitas vezes é o que aparece (dentro do apresentável, está claro:P)!
    Mas há uns tempos tive que ir trabalhar para um banco e claro, lá fui obrigada a gastar uns tostões em roupa mais formal!
    O que acho graça é por exemplo, a exigência que se tem para com empregos tipo comerciais, como aqueles miúdos que andam de porta em porta para fazer contratos da Meo e afins e mal tem dinheiro para gastar em fatos! Haviam de fornecer o vestuário!
    Bj

    ResponderEliminar
  4. Eu ando ali no meio termo.
    Para já, e porque não estamos em tempos de grandes investimentos, tenta ver os "básicos" que tens e comprar uma ou outra peça que te dê depois dos kgs irem à vida.. Se é essa a tua ideia, não vale de muito andares a comprar calças e saias para depois ficarem estilo saco ;)

    ResponderEliminar
  5. Sim, é o que vou fazer: experimentar tudo, ver tudo e comprar só o que precisar mesmo. Não vou empatar balúrdios (que não tenho!!) nisto!

    ResponderEliminar
  6. Olá
    Como eu te compreendo comigo passa-se o mesmo mas sabes que estou naquela fase farta deste trabalho ando à procura envio CV e nada vamos ver eu não desisto vou enviando, mas tenho o mesmo problema acho que as minhas roupas já não se adequam à minha idade (apesar de ter só 28) mas não compro roupa desde que a minha filha nasceu à 3 anos e meio e como deves calcular já preciso, como eu costumo dizer quando der reforma a estas roupas elas fogem a ganir certamente lool. Olha se quiseres combinamos e vamos as duas ver umas coisas lol Beijokas e avisa se quiseres companhia nas compras.

    ResponderEliminar
  7. Estou a passar pelo mesmo... quem trabalhava nas obras e tinha que ir o mais desportiva e confortável possível e de preferência com roupa que não desse pena estragar com tanto pó, e agora vê-se num cargo de gestão onde tem que ter um ar mais apresentável e muito mais feminino... toca de comprar roupa clássica e sapatos mais pitipiti... e orçamento?!

    ResponderEliminar
  8. Ora eu cá também não acho piadinha nenhuma a estas tendências da moda (tirando o color block, que eu já usava quando ainda era considerado piroso misturar cores fortes e me diziam que eu parecia um anúncio à Benetton - onde estava aqui o insulto nunca consegui descortinar).
    Noutro dia via uma reportagem sobre o Moda Lisboa em que entrevistavam bloggers e malta nova supostamente trendy e nenhum dos me pareceu particularmente bem vestido, por mais "it-items" que tivessem empilhado nas suas pessoas.
    (E sim, também me visto à miúda - deve ser de partilharmos a idade - o que também faz com que me tratem como uma. Mais do que a Mónica Lice, preciso da Louise Roe.)

    ResponderEliminar
  9. Oh Sô Dona Elite... classy and feminine above all ;)

    És cá das minhas :)

    ResponderEliminar
  10. Xuxu, se quiseres ir às compras apita :)

    ResponderEliminar
  11. Ah, Rachelet, mas eu também não acho graça a metade do que são as so-called tendências. Acho que há muito pouca coisa verdadeiramente flattering para o corpo feminino. Botas a fazer parecer que temos uma perna maior que a outra, não, obrigada. Calças que nos fazem parecer ainda mais rabudas do que efectivamente somos, não, obrigada. Do color-block também já gostava (há muito, muito tempo). Parece a história da franja. Toda a gente começou a usar franja há 1 ou 2 anos. Eu uso desde início de 2004. Na altura passava por maluquinha, agora sou só mais uma...

    E, Me, mais do que de ir às compras, preciso de saber o que comprar... e de financiamento para a coisa. Ou seja, foi mais um desabafo do que um relatório de intenções. Mas apito, pois! Ainda por cima tu és das sinceras, aposto que não me deixas sair da loja com nada que não me faça parecer uma movie star!!

    ResponderEliminar
  12. para sapatos e botas giros mas confortáveis aconselho-te uma marca que agora não me lembro do nome mas é parecido com "Tamancas" (lol), portuguesa, que se vende num armazém de calçado em Rio de Mouro (saindo do IC19 para Rio de Mouro, vira-se na rotunda a que vamos dar logo à direita e é nessa estrada, que tem vários "armazéns" grandes, chama-se "Rosa Araújo & Filhos" ou parecido. Tenho umas botas de salto alto de lá com que consigo passar o dia todo em pé e nem me doem os pés, claro que têm lá outras marcas mas esta é a minha favorita. não é nenhuma pechincha, mas comparado com Geox e afins é, principalmente com promoções e saldos :D

    ResponderEliminar
  13. então melhor do que a ML precisavas era de uma marca que desse assim uns valentes descontos (e ofertas tb) em troca dos look's e publicidade aqui ;)

    ResponderEliminar
  14. quem sabe se alguma delas vem aqui ter :)
    sorte**

    ResponderEliminar
  15. Ah, sim, Mari! É isso mesmo: viro manequim (de boneco de montra e não de esquelética da moda lisboa e afins) se houver alguma marca que me queira patrocinar. Eu sou simpática e não sou uma cliente nada exigente! :)

    ResponderEliminar
  16. Quando quiseres!;-)) E aposto que deves ter roupas com muito potencial! Normalmente as minhas clientes ficam muito surpresas com as conjugações que são feitas, a ponto de concluírem que quase não precisam de novas roupas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  17. Se me conhecesses de algum lado (e portanto eu tivesse qualquer credibilidade para isto) oferecia-te já os meus préstimos para essa tarefa ;)

    ResponderEliminar

Obrigada!