-->

Páginas

18 outubro 2011

Tempos

Apercebi-me há dias do que é que potencia a minha organização: não perco tempo entre tarefas. Bem, perco o mínimo essencial. Coisas como deslocações, arrumações, etc. Não gasto tempo encostada à bancada da cozinha, nem a ver tv sentada no sofá.

Uma ideia: saio do trabalho, conduzo até casa da minha mãe, para ir buscar o miúdo. Quando lá estão os dois (porque a minha mãe foi buscar a miúda à escola) é pô-los no carro e seguir viagem (se eu estiver assim com muita fome, lancho lá, mas no geral não acontece). Chego a casa, desmonto o carro, dispo os miúdos, ponho-os na banheira. Se o jantar é coisa de Bimby ponho-o a fazer antes disto. Se não é, não há tempos mortos. Visto os miúdos, preparo o cenário para os jantares. Dou jantar ao miúdo enquanto ela brinca um bocado no recreio dela (o recreio dela é o hall da casa: foi convertido em playground e já nem sentimos falta de um hall como têm as pessoas normais).

Quando ele acaba de jantar vou mudar-lhe a fralda e deitá-lo. Nós jantamos. Arrumo a cozinha (ou arruma o marido), preparo a miúda para a cama e siga. Por norma, em cima das 21h30, 21h45 consigo estar sentada a costurar. Dependendo do que tenho que fazer, deito-me em cima da meia noite ou às três da manhã. De manhã é o mesmo andamento. Sem paragens, para o tempo render.

5 comentários:

  1. Bom dia, uma questão: A bimby compensa mesmo? Lancei essa questão no meu blogue, pois estou muito inclinada a comprar uma. Obrigada, beijinhos e obrigada
    http://vidasdanossavida.blogspot.com/2011/10/leitoras-bimbys.html

    ResponderEliminar
  2. Em parte quem me dera ser assim, por outro lado gosto muito dos meus tempos livres, a ler, a ver televisão, um filme, uma mini-série, acho que não está nos meus genes ser feliz com esse andamento todo, preciso de tempo para mim.

    ResponderEliminar
  3. O meu conceito de "tempo para mim" mudou um bocado nos últimos tempos. Se há uns meses significava estar no sofá a ver uma série, agora significa costurar. Porque isto, além de ser trabalho, é um prazer.

    O resto, o tempo para ler, para estar com as amigas, para ver coisas, arranja-se com alguma facilidade e agilidade. Por exemplo: horas de almoço a ler ou com amigas, séries a passar enquanto costuro.

    (Mas ando cansada. E sei que mais tarde ou mais cedo dou o tilt).

    ResponderEliminar
  4. Questão de mãe: deitas o teu miúdo acordado ou tens de embala-lo um bocadinho?
    Podias escrever mais uns posts no "Mãe de saltos altos", eu sei que andas sem tempo, mas tens público!!

    ResponderEliminar
  5. Olá Marianne
    Nunca tinha comentado aqui embora já te siga há algum tempo e tenho recebido boas dicas da tua parte. Concordo contigo mas de vez em quando é preciso parar no sofá da sala por exemplo, para que como tu dizes não dar o tilt.
    Bjs

    ResponderEliminar

Obrigada!