-->

Páginas

09 novembro 2011

"Ir ao céu e voltar"

É a antítese do que foram as minhas últimas duas semanas. Uma coisa em que apostei tudo e que poderia ter sido o céu revelou-se o oposto disso.

Eu não fui talhada para corporate life. Não vibro com horas extra, não fico em êxtase por estar 12 horas a trabalhar, sem ganhar mais por isso. E isto não é preguiça. É um par de filhos e um marido e uma casa e uma vida para além do trabalho.

Nos últimos 6 anos vivi o paraíso empresarial: uma empresa pequena, onde as pessoas são tratadas como pessoas. Um sítio onde se pode dizer uma asneira sem que daí se assuma que vamos "asneirar" com clientes. Uma empresa onde o trabalho é levado a sério, mas onde há espaço para as pessoas serem como são, para se exprimirem, para serem, vá, pessoas. Uma empresa onde as pessoas são tratadas pelo nome que as mãezinhas delas lhes deram e não por um nome que alguém (que não é a nossa mãe) resolveu que vai ser o nosso.

Achei que era altura de arriscar, de ir à procura de mais segurança financeira para a minha família. Mas o dinheiro não paga tudo. Não há bilião de euros que pague os finais de dia com os meus filhos. Nem os mimos deles. Nem as brincadeiras. Nem o facto de poder jantar às 20h30. Não há dinheiro que pague a paz de espírito. Não há dinheiro que pague a leveza de saber que fiz tudo o que podia, o melhor que podia, e que agora é tempo de mimar os meus.

Se eu fosse super-corporate, tinha aguentado. Tinha, pelo menos, insistido. Não sou. E percebi imediatamente que eu não fui talhada para o lugar que fui ocupar. Não fui talhada para trabalhar naquela empresa. Aquilo estava way out of my league. Felizmente.

Ora acontece também que eu não sou de me ficar por sítios em que não me sinto bem. Não gosto de estar em sítios onde não sou bem-vinda. Vai daí... quem está mal muda-se. Na sexta-feira passada, depois de duas semanas a adormecer e acordar com dor de cabeça, depois de duas semanas a estar meia hora por dia com os meus filhos, resolvi que era tempo de parar. E que tinha que ir atrás do que realmente me faz feliz. Falei com o meu (ex)patrão e acordámos o meu regresso.

Com a minha saída da empresa houve uma série de coisas que mudaram. Isso permitiu que hoje esteja neste ponto.

Sou freelancer. Continuo a ter uma avença com a empresa, continuo a trabalhar para ela. Vou trabalhar em casa. Vou dar um empurrão valente no not so fast*handmade* (nomeadamente ao nível das encomendas todas que tenho para entregar!). Vou escrever. Vou gerir o meu tempo. Vou trabalhar tanto ou mais do que trabalhava antes, mas sem o desgaste das horas nos transportes, sem o desgaste de estar longe de casa. Vou ter que me organizar ainda mais. Mas vou ter tempo e cabeça e vontade e garra e oportunidade de agarrar uma série de projectos que quero muito agarrar. Vou fazer o que sempre quis fazer, como sempre quis fazer. E, com sorte, com empenho, com trabalho, vai correr bem.

Vai correr tudo bem.

[Wish me luck...]


53 comentários:

  1. Lutadora como tu és não tenho dúvidas nenhumas:) e se tiveste de passar por um sítio com o qual não te identificavas para ficares melhor, então tomaste uma boa decisão.

    Um beijo grande e boa organização;)

    ResponderEliminar
  2. Vais ter sorte sim. Vai tudo correr bem.
    Acho que tiveste a atitude certa.
    Beijinho e felicidades.

    ResponderEliminar
  3. Toda a sorte do mundo :) E vai correr tudo bem ;)

    ResponderEliminar
  4. Fiquei muito feliz por ti quando conseguiste o novo emprego, mas acredita que fiquei angustiada com os posts que se seguiram a essa conquista. É bom ver que conseguiste reverter esse caminho e que, ainda por cima, ficaste a ganhar a vários níveis :)

    ResponderEliminar
  5. Marianne..gostei muito deste post!
    Tiveste muita coragem nessa tua decisão e o facto de conseguires voltar para a tua antiga empresa (sem ressentimentos), é a prova de que eles são realmente boas pessoas e que é ali que tu pertences!
    Eu penso como tu, a minha família está 1º, o trabalho para mim, existe para ganhar dinheiro! Nada paga o tempo que estamos longe deles!
    Um dia, vamos desta para melhor e fica cá tudo, dinheiro, bens, tudo!
    Sou contra as pessoas que passam "montes" de tempo no trabalho para amealhar (ou não, muitas vezes até é porque "parece bem" - típico pensamento português, entrar cedo e sair tarde, mesmo que não tenhas produzido nada) com a desculpa de que é para garantir um futuro melhor para os filhos!
    Então e o presente? Eles precisam de nós num tempo chamado presente!
    O futuro a Deus pertence e quem nos diz que vamos lá estar? Vivamos um dia de cada vez!
    Beijinhos e que Deus te ajude a estar sempre presente para os teus filhos! Eles merecem-te!

    ResponderEliminar
  6. Muito boa sorte, tenho a certeza que vai correr tudo muito bem. E parabéns pela decisão que foi a mais acertada. Eu digo sempre que se morrermos, na empresa substituem-nos sempre, mas na nossa família nunca. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. O dinheiro não é tudo na vida, é uma grande verdade. Eu também não trocaria um bom ordenado pela minha família.

    ResponderEliminar
  8. Ah, agora percebo o email que me mandaste... (fiquei a pensar, então mas ela não tem horários??)
    Fico muito, muito feliz por ti. Vou mandar-te email.

    ResponderEliminar
  9. Desejo-te a melhor sorte do MUNDO!
    Parabéns pela mudança :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Desejo-te toda a sorte do mundo!
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  11. Nada acontece por acaso! Foste muito corajosa! E os teus filhos vão ser eternamente gratos quando souberem o que tu, um dia fizeste por eles!
    Há uns dias a minha avó disse-me: Quem muda, Deus ajuda!
    E no teu caso bate perfeitamente! :)
    Que tenhas muito sucesso!!!! :)))
    beijos grandes!

    ResponderEliminar
  12. Pelo menos arriscaste e foste à luta pelo que achaste que era melhor. Temos é de assumir que quando não estamos bem, temos mesmo é de mudar-nos, tal como tu fizeste.
    Vais ter sorte com certeza e, se a sorte te falhar, tens o que é preciso para vencer: força de vontade.

    Muito sucesso.

    Bjinhus

    ResponderEliminar
  13. Marianne,

    Leio-te há muito tempo mas não tenho por hábito comentar. Mas hoje tive de o fazer. Não sabes a satisfação que tive ao ler este post. :)

    Saber dizer, it's too much, saber andar para trás para poder andar para a frente, e ainda melhor: aprender com isso e encontrar a alternativa ideal àquele que foi o motivo que te levou a sair da empresa, não é talento de qualquer pessoa. É preciso ter alguma coragem.. Admiro-te por isso.

    Há males que vêm por bem e diria que este foi o caso, estou muito contente por ti e por mim também: percebi que não sou a unica mulher que por mais que aspire à "corporate life" simplesmente não consigo trocar o meu tempo de qualidade familiar por essa aspiração. E não há dinheiro que pague esse tempo.

    Parabéns, as maiores felicidades, e continuo a acompanhar agora a tua nova vida ao teu tempo ao teu ritmo.

    Ps: Desculpa estar a falar como se te conhecesse de algum lado, mas depois de te ler diariamente é inevitável não sentir empatia por estas boas noticias. :)

    ResponderEliminar
  14. Vai correr bem, a tua cabeça e corpo vão agradecer, e mais que tudo os teus filhos e marido também :) Um beijo e sorte nesta reorganização, força já tu tens :)!!!

    ResponderEliminar
  15. Estou tão orgulhosa de ti!
    E tenho pensado bem nisto, quando eu fui à entrevista a essa empresa, há 4 anos atrás, foi mesmo horrível. Senti-me completamente julgada.
    Fizeste muito bem, se eu pudesse seguia o mesmo caminho...

    ResponderEliminar
  16. Fico muito feliz por ti. És a prova que não há impossíveis para quem luta e sabe o que quer. Um beijinho grande.

    ResponderEliminar
  17. Vai correr tudo bem ... porque tu mereces ... quem tem a coragem de voltar para trás como tu tiveste ... merece toda a sorte do mundo ... e claramente não há dinheiro que pague a "angústia" que os teus posts transpareciam nos ultimos dias ... beijos grandes

    ResponderEliminar
  18. Vai correr tudo bem!!!

    Luck, luck, luck!
    És uma mulher com M grande (também de Marianne ;)) que luta e vai atrás por isso não há como não correr bem. E estar-se feliz é o mais importante!

    :*

    ResponderEliminar
  19. Ai marianne estou tão feliz!! Era memso isto que querias, foi aquilo que defendeste com aquele programa do flexibilizar. Eu acredito que as mudanças importantes que nos acontecem na vida, nem sempre nos encontram de uma maneira linear. Às vezes parece que demos um paso para atrás e só estamos a ganhar balanço para seguir para à frente.

    Muitos parabéns pela persistência, pela coragem e muita sorte nesta nova etapa da tua vida.

    Beijinho, Mary

    ResponderEliminar
  20. Olá Marianne
    Que maravilha de post. Transmite uma segurança e um "também queria" enorme. Por vezes (se calhar muitas, se calhar mais do que deveria) falta(-me) coragem.
    Desejo muito sinveramente que tudo corra muito, muito bem.
    Há blogs que nos dão força. Este é um deles.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Olá Marianne!

    Sou seguidora do teu blog e fiquei super contente quando arranjaste um novo emprego.
    Como sou uma professora/mãe desempregada, acho que me revi em ti, nas tuas experiências. Mas realmente, nos posts que se seguiram, deu para ver que não estavas feliz. Por isso, fiquei contente com esta notícia e desejo-te muita sorte nesta nova etapa.

    Beijinhos,

    Pipinha

    (http://asnotasdapipinha.blogspot.com/)

    ResponderEliminar
  22. És mesmo uma corajosa. Foste corajosa quando saíste da antiga empresa à procura de algo melhor e foste corajosa agora, ao tomar uma atitude a que muitos talvez chamassem desistência. Eu chamo coragem, pois é preciso saber quando é preciso dar dois passos atrás para depois dar dois em frente. Portanto, muito boa sorte nesta nova fase ;)

    ResponderEliminar
  23. Acho que já te transmiti tudo que que queria, mas não posso deixar de reforçar o quão feliz estou por ti.

    Uma beijoca enorme

    ResponderEliminar
  24. Como te compreendo. Apesar de não ter ainda filhos, também sinto - todos os dias - que não fui talhada para viver para a carreira. Não sou malandra, gosto de trabalhar e trabalho muito. Mas não acho piada nenhuma ficar na empresa até às tantas, só porque fica bem e somos bem vistos, e infelizmente os donos da empresa onde trabalho têm um bocado essa mentalidade. Ter tempo para mim, e para os meus, é muito mais importante. Que se lixe as expectativas dos outros, tenho é que ser correcta comigo própria. Beijinhos e boa sorte!

    ResponderEliminar
  25. Good luck e parabéns por esse passo tão inspirador :)

    ResponderEliminar
  26. Era perceptível que não andavas bem nos últimos tempos e q era um esforço sobre-humano manter esse ritmo.
    Fico tão feliz que tenhas encontrado o teu caminho... há coisas que não têm preço.
    Beijo grande e muito sucesso!! Tens uma grande "torcida" deste lado a dar-te força :))

    ResponderEliminar
  27. Em tempos tive que tomar uma decisão muito parecida com a tua.
    Sair de um trabalho em prol do meu filho e da minha familia. passaram-se quase 2 anos, depois dessa decisão e em nenhum dia me arrependo dela.
    esses momentos que falavas tão bem, que vivemos com a nossa familia são são pagaveis de forma alguma..
    Boa sorte, muito boa sorte.. e parabéns pela mulher que és..

    ResponderEliminar
  28. Parabéns pela decisão!!!
    Beijos e muito sucesso para ti e para os teus.

    ResponderEliminar
  29. Depois do primeiro comentário e do email, tenho que dizer mais qualquer coisa.

    Já li este post umas 3 vezes. Mulher, tu inspiras-me!

    ResponderEliminar
  30. :) fico muito feliz. Conforme se disse acima, o que para alguns era desistência, eu também apelido de coragem. Não é fácil trabalharmos em casa, não é a mesma coisa, mas temos tempo para a vida e para viver. E não há nada que pague isso. Eu não iria querer chegar aos 70 anos e achar que passei a vida a trabalhar e que não vivi. Trabalho o necessário, mas precisamos todos do tempo de qualidade em família. Parabéns pela boa decisão. Beijinho

    ResponderEliminar
  31. Já o disse mas vou repeti-lo, porque acho que as coisas boas têm que ser ditas muitas vezes!!!! Muitos parabéns pela presença de espírito e pela opção tomada!!!! Que inveja (boa claro!!) poder trabalhar em casa e poder conjugar trabalho e prazer, sim porque o trabalho também é prazer quando o podemos fazer e organizar ao nosso gosto.

    Desejo-te muita sorte e força!!!!!

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  32. Comecei a responder, mas a resposta começou a crescer muuuuuiiito! :) Enviei-te email.

    Aqui, fica uma vez mais, o desejo de muita, muita sorte! :)

    ResponderEliminar
  33. Que seja este o TEU caminho, que dê tudo certo! Boa sorte:) bj

    ResponderEliminar
  34. boa tarde, em primeiro lugar quero dizer que te conheço mais ou menos há seis meses mas parece que é desde sempre(desculpa o tratamento por tu)não me leves a mal só te conheço de te ler e seguir.
    uma senhora muito sábia (q por acaso era minha avó) ensinou-me q nós somos as escolhas q fazemos
    tudo aquilo q hoje escolheres repercute-se no resto da tua vida, e hoje só és o q escolheste um dia talvez o mês passado ou há dez anos atrás por isso toda a felicidade do mundo.

    ResponderEliminar
  35. Olha só te posso mesmo dizer os meus parabéns! Tiveste a coragem que muito poucos teriam, duas vezes seguidas em 2 semanas.... Que tudo te corra pelo melhor!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  36. Parabéns pela coragem, força, determinação e garra.
    Marianne, uma vencedora e uma inspiração todos os dias!

    ResponderEliminar
  37. Só te desejo o melhor! Admiro muito a tua coragem de teres parado, repensado e decidido mudar. Muitas pessoas veriam isso como um possível passo atrás, mas eu admiro muito a coragem de o fazer. Ainda sou estudante mas tenho um modo de ver as coisas bastante semelhante... não me vejo a pôr a minha carreira à frente da minha família. Não combina comigo. Não seria eu se o fizesse.

    Portanto, desejo-te tudo de bom. Que corra tudo como tu desejas. E boa sorte :)

    ResponderEliminar
  38. Contigo e com a garra e força que demonstra só pode correr bem! Só pode correr muito bem! Força e muita boa sorte para tudo! :)

    Vais brilhar!

    ResponderEliminar
  39. Se estás feliz com a opção que tomaste, vai correr bem com certeza! Um beijinho.

    ResponderEliminar
  40. Que te desejo o melhor tu já sabes. Que és para mim um exemplo de muita coisa também. Foste muito corajosa. Sabes lutar por aquilo que queres e melhor para ti e para os que te são importantes. E não é só nesta atitude que isto está espelhado. Quanto a esta é preciso MUITA coragem para fazer algo que muitos veriam como desistência sim. Mas eu és uma valente. E eu fico muito feliz por ti porque no fundo era isto que tu querias há muito.

    ResponderEliminar
  41. Fiquei muito contente pela notícia, por teres mudado há umas semanas, não teres gostado e teres ido em busca do que te faria melhor. Tenho a certeza que tudo correrá pelo melhor. És uma MULHER de armas, muitas armas, muito amor para dar (à família) e muito a dar ao que gostas de fazer! Muita sorte!

    ResponderEliminar
  42. Não foi dar um passo atrás, mas sim ganhar balanço para algo muito, muito melhor! Desejo-te o mundo. E o que ele tem de melhor. Bjs.

    ResponderEliminar
  43. Vai com certeza correr tudo bem..aconteceu-me exactamente o mesmo há muitos anos atrás: saí de onde estava para outro emprego, a coisa correu mal e eu voltei para onde estava antes. melhor assim que viver infeliz e tu és uma mulher de armas :)

    bjs!

    ResponderEliminar
  44. admiro tanto a tua coragem ... o facto de não desistires, e principalmente de não te acomodares ... felizes dos audazes. e eu tenho a certeza que serás muito feliz neste novo projecto :)
    go for it**

    ResponderEliminar
  45. Epá! grande reviravolta que a vida pode dar em 1 mês! decide-se, encontra-se outro local, a coisa não corre bem, acaba-se num local ainda melhor!

    quando for grande, vou ser freelancer também! e já viste o q seria pr te organizares se não fossem os últimos meses num estágio intensivo com a tua (e as q fizeste) GTD? estava tudo a preparar-se para este desfecho!

    beijinho grande,
    R

    ResponderEliminar
  46. O que é certo é que não te acomodaste, não estavas bem deste e volta por cima! Confesso que também andava um pouco preocupada com os ultimos posts :)

    Beijinhos e tudo a correr bem agora!!!

    ResponderEliminar
  47. Querida Marianne, acho que tomaste a atitude mais correcta. Antes de ser professora, trabalhei uns anos em publicidade (os primórdios, em Portugal) e o que me levou a abandonar essa área, foi exactamente a falta de vida própria. Entrava às 10h, e verdade, mas saía dias a fio às 24h. Muitas vezes sem fim de semana, porque tinha que viajar imenso.
    Claro que o ordenado era muuuuuito superior, mas sabes? Fiquei mais pobre , mas muito mais feliz.
    Pelo que escreves, continua, tudo nos mesmos moldes...
    Desejo-te muito sucesso, nesta tua nova etapa de vida.

    ResponderEliminar
  48. Queria tanto, mas tanto, ter um pouco da tua força, és mesmo uma força da natureza. Eu sou das tais acomodadas que qualquer mudança me faz uma confusão enorme, pode ser que mesmo sem querer a vida se encarregue de fazer umas mudanças no meu percurso profissional... e ai eu veja o que realmente quero.
    Desejo-te as maiores felicidades para esta nova etapa da tua vida.

    ResponderEliminar
  49. Não me canso de dizer isto...és uma verdadeira inspiração! Vai tudo correr mais do que bem...;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  50. boa sorte, do fundo do meu coração!

    ResponderEliminar
  51. Trabalhar numa empresa onde as pessoas são tratadas como pessoas, como seres humanos todos iguais e com os mesmos direitos é algo que nem sei o que é...
    Muitas felicidades!!

    ResponderEliminar

Obrigada!