-->

Páginas

21 novembro 2011

Manta

Comecei (em Abril) a fazer os granny squares para a minha primeira manta em crochet (não tenho 70 anos, não). Achei que ia demorar anos até ter a manta pronta. É capaz. Ainda assim, a primeira filha de squares (que, na verdade são hexágonos) está quase pronta.

Aprendi a fazer crochet com a minha mãe. Segui o esquema que vi num blog (sem esquema, na verdade; só a olhar para os squares e a tentar perceber quantos pontos aquilo levava). Aprendi a juntar os granny squares com um tutorial no Youtube. Aprendem-se coisas boas na net.

4 comentários:

  1. Eu estive 20 anos sem fazer crochet e agora não quero outra coisa!
    E também não tenho 70 anos... já fiz uma almofada, um cachecol e agora comecei uma manta de bebé para oferecer!

    ResponderEliminar
  2. Já comentei no Face, mas volto a comentar aqui.
    Já tenho imensos quadradinhos mas ainda me faltam uns 40 ou 50 para chegar ao tamanho pretendido. O maior problema é que ficaram uns maiores que os outros, mesmo tendo a mesma quantidades de pontos, eheheh. E pelo meio vou colocar alguns que a minha filhota fez (tenho estado a ensina-la).

    Depois quero ver a tua :D.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá Marianne!

    Eu aprendi a fazer crochet através do Youtube há cerca de 2 meses. A minha manta de granny squares já vai a meio e entretanto já fiz um cachecol e um gorro para a minha filhota.
    O crochet é viciante, não é?

    Beijinhos e boa semana,

    Pipinha
    ( http://asnotasdapipinha.blogspot.com/)

    ResponderEliminar
  4. A minha mãe era viciada em fazer crochet. A minha avó passou-lhe o bichinho e eu sempre vi aquelas empreitadas de colchas e panos e paninhos. Como as via todas entusiasmadas comecei a querer aprender também. Passava os meus dias a treinar em casa da minha avó, até que a minha mãe me deu umas coisitas para fazer. Mas eu sou mesmo um desastre porque tendo a fazer tudo muito apertado. E depois sujo a linha, fica aquilo tudo tesinho e dá em nada!!! Depois aprendi a fazer arraiolos mas nunca mais fiz nada. Gosto mais do ponto de cruz.

    E queria aprender a costurar. Afinal, sou neta de costureira, daquelas à antiga que ensinavam e faziam de tudo, até vestidos de noiva. Mas nunca aprendi a cortar nem a trabalhar com a máquina. A minha avó tem uma daquelas Singer antiguinhas, que são elas próprias uma mesa, onde a via a dar ao pedal todas as tardes! Tenho pena que o teu workshop seja aí para baixo. Mas um dia que venhas ao Porto - sim, porque vai ser bom e vai repetir-se e expandir-se, tenho a certeza! - estou lá hehe

    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Obrigada!