-->

Páginas

06 fevereiro 2012

Big Brother do Inferno - A estreia

Agarrei em mim e no meu corpinho de marmota hibernada e rumei ao sítio onde ia ser o treino (outdoor, a levar com ar na tromba que é para ajudar!). Ponto número um: vesti-me em conformidade com o estado calamitoso do meu corpo: calças largas, polar largo, uma t-shirt de corrida por baixo. Toda eu vergonha e banhas.

Olá, olá... bora? E lá fomos... a correr. Claro que ao fim de uns 300m já eu estava a pontos de agradecer muito e voltar para trás... Depois começou o "aquecimento" (eu já estava a ferver com os 300m de corrida...). É difícil não rir quando temos um senhor à nossa frente a atirar-nos bolas imaginárias. Correr de saltos altos é do catano (não corri efetivamente de saltos altos, mas fingi que e o efeito é o mesmo).

Aqui chegou o diagnóstico: tu (eu) respiras como um peixe.

Maravilha... portanto, caminhada para ele me ensinar (ou tentar, vá) a respirar. Sempre a levar com ar e vento e sol (esta parte soube bem) nas ventas. Lá desencantámos outro sítio onde, com a graça de umas barras metálicas a servir de separação para o rio, o jovem me pôs a fazer flexões. E a fazer mais duzentas coisas que não consigo explicar. Foi nesta fase que comecei a ver tudo azul e tive que parar. Senti-me prestes a vomitar tudo o que comi nos últimos 12 dias... (mesmo, não foi fita...) Regresso à base e... uma hora que voou.

Antes de voltar a casa fui ao supermercado porque quero MESMO levar a sério a parte alimentar do processo. Ele, não sendo médico nutricionista, não me passou nenhum plano alimentar propriamente dito. Mas deu-me umas dicas, umas ideias e sugestões que hão-de ajudar. Não estou para andar a morrer aos bocados em treinos como deve ser para depois continuar a comer como se nada fosse. Não quero ganhar de um lado e perder de outro!

Parei na farmácia e fui fazer um teste de colesterol, só para verificar a gravidade da situação. O meu marido fez hoje de manhã - tem 181. Eu sabia que tenho mais mas... não estava preparada para ver aquele número aparecer. Portanto, aqui a marmota hibernada tem o colesterol a... 224. DUZENTOS E VINTE E QUATRO... sendo que o limite máximo é 200... estamos bem, estamos!

Almoço (tardio, mas conta como almoço): bifinho de peru grelhado, temperado com ervas e umas pedrinhas de sal, e salada de tomate.

Falemos agora de expetativas: o que é que eu quero com isto tudo? Várias coisas. A primeira: reconquistar mobilidade (ele diz que eu tenho uma flexibilidade excelente, tendo em conta o quão sedentária e destreinada estou) porque simplesmente não me consigo mexer. É uma bola de neve: quanto menos faço, menos quero (e consigo) fazer. Quero sentir-me com energia, em forma, capaz de correr uma hora se me apetecer. E quero, obviamente, perder peso. Não porque quero ser manequim ou coisa que o valha. Mas sim porque o meu Índice de Massa Corporal está a 26 e devia estar entre 19 e 25 (idealmente, aí nos 21). O fato de eu me sentir gorda não faz, per se, com que eu me sujeite a torturas várias (brincadeirinha!!). Mas estes 13kg a mais trazem com eles outras coisas que não são boas (como a história do colesterol e do IMC e da carrada absurda de gordura que tenho no corpo). Mais do que pela estética (que sim, me preocupa), é pela saúde (que me preocupa ainda mais). É que eu quero ser o tipo de mãe que corre à frente dos filhos e não atrás dos filhos. Quero ser o tipo de mãe que aguenta umas horas a andar de bicicleta e não a mãe que vai ao lado, de carro.

Portanto, hoje, primeiro dia disto, o resumo é: fui ao inferno e voltei!! 

15 comentários:

  1. Boa sorte! Tenho a certeza que serás bem sucedida. És uma mulher determinada. Agarra-te a isso.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Ai ai Marianne...224 é dose!
    Mas tem a ver com a alimentação ou é mesmo de família?
    Há que ter muito cuidado com essa "brincadeira".
    Mas o exercício vai ajudar a baixar esse nível.
    Agora que deste o 1º passo, é não desistir.

    Hoje também tenho mais 1 aulinha de Combat. Com estes frios é inevitável pensar: "ah...e se eu ficasse aqui no quentinho do AC em vez de ir vestir uma t-shirt e dirigir-me ao gélido ginásio?" - proposta tentadora, mas...tenho de recusar.
    Beijinhos e boa continuação de tortu..er...ginástica :)

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo 1º treino, agora é sempre a melhorar!!!
    Realmente esse colestrol está um pouco alto mas nada que não dês conta com alguns treinos e refeições decentes.

    Boa sorte e FORÇA!!!

    ResponderEliminar
  4. Foste ao inferno e sobreviveste.. Que vitória!;) eheh Keep Going, muita força de vontade e irás conseguir! Beijoca e bons treinos*

    ResponderEliminar
  5. Daqui a nada viras diabinha, de tanto que te vais viciar nos treinos do inferno e nas melhorias visíveis. :)

    Força nisso!

    ResponderEliminar
  6. Mantém o espírito, daqui a nada já fazes isso por gosto!:)

    ResponderEliminar
  7. Eu também tive que me começar a mexer pelo mesmo motivo que tu: excesso de peso, nível IMC elevado, % de massa gorda elevada, e colesterol (230 e qualquer coisa). Consultei um nutricionista e consegui em 2 meses e meio perder 12 kg. Com esta perda de peso baixei o colesterol (176,) baixei o IMC e percentagem de massa gorda, e muito importante adoptei hábitos alimentares saudáveis. Sinto-me mais "leve".
    Boa sorte e continuação de bons posts

    ResponderEliminar
  8. Ai Marianne, como eu precisava dessa iniciativa para perder uns quilos valentes! E o pior é arranjo sempre desculpas para não fazer exercício ou para comer um bocadinho menos... Adorei a analogia da marmota hibernada, eu estou mais para morsa!
    Nem quero pensar no colesterol...

    Beijinhos e força na dieta!

    ResponderEliminar
  9. Eu também devia fazer uma coisa destas e deixar de ser calaceira no exercício... Mas custa-me ganhar coragem e estas descrições da porta do inferno fazem-me perceber porquê!

    ResponderEliminar
  10. Quando é que deixas de te armar em desnaturada e vens fazer uma visitinha ao paraíso? ;)

    Beijoquinhas

    ResponderEliminar
  11. Cláudia, a minha ideia ao contar isto é precisamente o oposto: mostrar que é possível e que conseguimos chegar onde queremos. Com ajuda profissional, melhor ainda! É que eu já sei que isto custa na primeira semana, mas depois disso é sempre a andar e vai fazer-me falta o exercício nos dias de descanso!

    ResponderEliminar
  12. Me, estou a dever-te um sms! Amanhã? Vou estar com o piqueno!

    ResponderEliminar
  13. Combinadíssimo. Mañana então. Vens cá lanchar?

    ResponderEliminar
  14. Parabéns Marianne...o primeiro passo é o mais difícil, daqui para a frente começa o gozo e o prazer (principalmente quando começares a ver resultados).
    Força e continua a dar-nos contas do teu plano...vai-nos inspirando também :)

    alva

    ResponderEliminar
  15. Adorei o teu post:-) Apesar de não ter quilos a mais, sinto-me uma pequena morsa, com "aquela" barriga de quem teve um filho e depois não fez rigorosamente mais nada, mais a gordurinha que se instalou nas ancas e é demoníaca!!!!
    Força Marianne:-)

    ResponderEliminar

Obrigada!