-->

Páginas

14 março 2012

Desafio da Anita - Dia 14 [Calçado]

Não sou NADA alucinada com sapatos. Tenho pouquíssimos pares. Fui educada assim, nunca senti que devia deixar de ser assim. Preciso de sapatos de acordo com este critério: botas de salto alto, botas rasas, sapatos de salto alto, sandálias de salto alto, sandálias rasas, sabrinas. Em preto e castanho/bege. E é isto. Claro que tenho mais de 12 pares de sapatos, mas pouco mais. E não consigo perceber a necessidade de ter sapatos. Consigo entender a paixão, o gosto. Mas não percebo quando dizem que "precisam" de mais um par, além dos 376 que já têm nos armários.

A compra de sapatos mais inteligente que fiz foi... para o meu casamento. Sandálias prateadas, altas, giras e intemporais. €9,90. Sim, os meus sapatos de casamento custaram menos de 10 euros. E isto diz muito sobre mim...

3 comentários:

  1. Eu sou daquelas que gosta muito de sapatos. Tenho algumas dezenas. Mas precisar, precisar, são meia dúzia, nomeadamente aqueles que normalmente fazem o meu dia-a-dia. Mas a minha forretice generalizada aplica-se também aqui e, por norma, €50 é o meu limite máximo por um par. Mas tenho muitos (a maioria até!) muito abaixo disso.
    Como costumo dizer, não fumo, não bebo, nem sequer tomo café, por isso este é o pequeno vício.

    ResponderEliminar
  2. Nem de sapatos nem de roupa em geral. Ok, somos mulheres e gostamos de trapos, sapatos etc. Tenho muita roupa e muitos sapatos, embora não tenha imensa, gosto particularmente de malas, perco a cabeça. Mas não sou escrava nem preciso de estar sempre a encher o guarda roupa com mais e mais. E também ando à procura de sandálias prateadas para a mesma função que as tuas :)!

    ResponderEliminar
  3. Estou totalmente de acordo com o método de selecção do calçado necessário. Hoje em dia também já não compro só porque sim ou só porque são bonitos!

    ResponderEliminar

Obrigada!