-->

Páginas

26 abril 2012

Gata borralheira

Hoje é dia de baixar em mim a gata borralheira (ainda não baixou). Acontece que também é dia de mimar a filha adoentada. E de tomar conta do arremessos de masculinidade do mais novo (que é como quem diz, domar a brutidade daquela pessoa de 80cm).


 


Ora, coordenar isto tudo é coisa para me pôr maluca em menos de nada. Estou a exagerar... mas não é fácil. Acontece que é bom. Gosto disto de poder estar em casa com eles, de vê-los crescer. O miúdo, por exemplo, tem aprendido imensas palavras, anda um tagarela, faz companhia e é giro que se farta. Andar é que... 'tá quieto! Mas acho que é de família... a irmã só começou a andar com 16 meses e ele para lá caminha... Temos tempo!!

1 comentário:

  1. Como eu vejo-me em ti! Com a diferença que tenho dois masculinizados e quando se juntam é do pior (melhor).
    O meu mini-mini tb ainda não anda (já bateu o record do mais velho que foi aos 15 meses) mas tal como o teu está um tagarela. Repete tudo, não muito claro mas percebe-se bem...
    Eu costumo dizer que baixa em mim uma Creuza ;)) (que me desculpem as Creuzas)

    ResponderEliminar

Obrigada!