-->

Páginas

11 maio 2012

Gravidez = Dieta

Esta que vos escreve padece de todo um mal-estar geral quando se encontra neste estado dito de graça. Acontece que isto não tem graça nenhuma. Para terem uma ideia:


 


- Acordo às 8h. Trato dos miúdos, bebo um copo de leite e sigo viagem. Assim que sento o rabo no carro começam os arranques. Não do carro, mas meus mesmo. Vómitos, náuseas e afins.


- Deixo a catraia na escola e sigo para café com a minha mãe. Bebo o café sem pensar muito no assunto e como meio pão de deus (divido com o meu mai novo) ou meia carcaça (idem). Continuam os arranques.


- Regresso a casa, engulo o ácido fólico e dois Nausefe, sento-me dez minutos à espera que a coisa passe. E a coisa passa.


- Começo a pensar no que vou fazer para o almoço e regressam os arranques. Acabo por não fazer nada e preparo antes uma salada aditivada com sementes (linhaça, chia, girassol, sésamo e goji).


- A meio da tarde começa a dar-me a fome, mas a vontade de comer é nula. Acabo a comer fruta e um iogurte. Regressam os arranques.


- Vou buscar a miúda. Preparo-lhe uma torrada quando chegamos a casa, dou uma dentada naquilo e regressam os arranques.


- Começo a fazer o jantar, sempre aos arranques. Faça eu o que fizer, o resultado é sempre o mesmo: não consigo comer. Portanto, acabo a comer uma sopa ou salada ou fruta ou uns cereais. E regressam os arranques.


- 21h30: cozinha arrumada, putos deitados, eu enjoada. Deito-me. Passa-me a maresia até ao dia seguinte...


 


De maneiras que, com quase 2 meses de gravidez, o saldo (em peso) é... zero. Ou melhor, na verdade, já perdi um quilo. Claro que vou recuperar isto tudo lá para as 16 semanas, quando os enjoos derem por terminada a sua missão (espero eu que eles façam isso...). Claro que vou engordar um disparate de quilos no final, porque esta gravidez acertou mais uma vez naquela época diabólica para mim: o Natal. E eu, que até já sei isto tudo, por experiência provada e comprovada, já sei que, quando chegar Dezembro vou esquecer todos estes discursos de peso e comer o que me apetece, quando me apetece. Hei-de dar entrada na maternidade mascarada de baleia, mas não faz mal. É a última gravidez e depois desta, sim, entrego-me de alma e coração (e corpo, pronto) à missão de perder o peso ganho em três gravidezes. Até ver, tenho 14 quilos para perder. Calculo que isto no final acabe nos 18 quilos a abater. A ver vamos. E daqui a um ano penso nisso... para já só consigo mesmo pensar que os dois Nausefe que tomei há dez minutos já estão a fazer efeito e os arranques abrandaram. Por agora...

9 comentários:

  1. Olá! Eu enjoei os 9 meses da gravidez. A páginas tantas o médico queria internar-me para ver se eu estava com algum problema... até no dia do parto vomitei. Uma coisa aprendi: retira os lacticínios da tua dieta, pelo menos em estado liquido (leite, iogurtes líquidos) vais ver que a coisa melhora :)

    ResponderEliminar
  2. Como te compreendo...
    E comer uma bolacha de água e sal, de manhã, ainda na cama antes de te levantares? A mim ajudava.
    Eu tomava também nausefe de manhã, apesar da moca que me dava. E muito por causa dos enjoos só engordei 9kg:-/

    ResponderEliminar
  3. já experimentaste estas pulseiras
    http://www.sea-band.com/

    existem à venda nas nossas farmácias. esteticamente podem não ser do mais bonito que há mas dizem que resulta. e eu posso garantir que para viagens de barco e avião (daquelas com aterragens manhosas) funciona.

    ResponderEliminar
  4. Como te compreendo... ainda com quase 22 semanas só ganhei 1kg e continuo com arranques, pelo que é 1 nausefe de manhã e outro à noite. Pelo menos já deixei os 2 à noite, não é tudo mau. Engordar é que não é comigo! Sorte, talvez.
    Beijinhos boa sorte.

    ResponderEliminar
  5. Bem sei o que é isso, que comigo foi até aos 5 meses!
    Mas depois de passarem os enjoos o apetite surgiu em grande!!

    ResponderEliminar
  6. Por agora o balanço é muito positivo. Parabéns a ti. Imagino que os dois meninos já nascidos dêem trabalho pra caraças. :D

    ResponderEliminar
  7. A única coisa que não tenho mesmo saudades de estar grávida é mesmo desses enjoos...ui.
    Olha, quando estive grávida do 2º filhote, uma enfermeira aconselhou-me a tomar o ácido Fólico à noite antes de me deitar em vez de tomar de manhã pois segundo ela, reduziria os enjoos matinais. Coincidência ou não é que, desde que o comecei a fazer nunca mais aconteceu. Ao contrário da 1ª gravidez em que tive enjoos desde o 1º dia até ao último da 2ª passou quando apliquei a dica da enfermeira. Não garanto que vá resultar, mas podes sempre tentar :D.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. A minha gravidez foi sempre sinonimo de arranques diarios que nem os naufesses faziam acalmar.. foram 40 semanas e 5 dias de diarios arranques desde de manha á noite.Durante algum tempo, andei a evitar os liquidos de manha, apesar de me custar horrores, deu algum resultado.Um bom fim de semana, e parabéns pela gravidez, que tudo corra muito bem.

    ResponderEliminar
  9. Na primeira gravidez da M. não soube o que eram enjoos a sério, e engordei 14 kilos, desta vez e grávida de um menino, foram horriveis os primeiros meses sempre enjoada todo o santo dia, houve dias de eu ir para o trabalho com a cabeça enfiada dentro de um saco de plástico a vomitar, entretanto passaram os enjoos e agora com 35 semanas engordei 7 kilos. Ao menos serviram para não engordar ;) mas que nos faz sentir muito mal, ai isso faz, eu dizia mal da minha vida......
    As melhoras.

    ResponderEliminar

Obrigada!