-->

Páginas

22 agosto 2012

Filmes #16


Este filme merece um post só para si. Por várias razões.


 


Vincent Cassel: acho-o brilhante. Não me lembro de uma má prestação dele (estou a excluir americanadas manhosas, onde finjo que nem sei que ele entrou). Esteve genial no Irreversible (que continua a ser um dos meus filmes preferidos, 10 anos depois de o ter visto). Aqui está ainda melhor. O filme é basicamente ele e ainda bem.


 


A realização: tão cuidada, tão sublime...


 


A história: várias camadas que se entrelaçam, várias formas de olhar para este filme. Para mim, é uma história sobre a natureza humana, sobre quem somos para lá do que se espera que sejamos. E é ums história de amor, embora não pareça.


 


Este é um daqueles filmes que me não se esquecem. Para mim, um 10/10. (Mas não é um filme comercial, nem fácil, nem de mero entretenimento.)

2 comentários:

  1. estou a adorar estes posts cinematográficos. :) este filme já vai para a minha listinha de filmes a ver.
    qto ao "Irreversible": sublime. não tenho outra palavra para o descrever.
    bj

    ResponderEliminar
  2. um excelente actor sem dúvida, tal como o pai foi (e casado com uma das mulheres mais belas da actualidade)

    AP

    ResponderEliminar

Obrigada!