-->

Páginas

04 agosto 2012

Ontem (em imagens)






 


[Engraçado como os sítios "crescem" connosco. Ontem fomos passear até à Fábrica da Pólvora, em Barcarena, sítio onde vamos com alguma frequência. Vamos lá porque a miúda adora aquele parque infantil e porque gosta de fazer "ginástica" no circuito de manutenção, gosta de olhar o ribeiro que lá passa e gosta de correr à volta do relógio de sol. Vamos por ela (por eles), mais do que por nós (se bem que também gostamos muito, é um sítio muito calmo, onde sabe bem estar. Hoje em dia é um sítio para a Marianne-mãe-de-dois. Em 2004 era o sítio onde eu trabalhava quatro noites por semana, quando não eram mais. Era o meu segundo trabalho, que me dava muito gozo, mas que me queimava de cima abaixo. Foram meses e meses (quase dois anos, acho) a trabalhar muito - porque de dia trabalhava oito ou nove horas e depois, de quinta a domingo, mais seis horas à noite, pelo menos. Foram meses a conhecer muita gente (quase ninguém de jeito...). Meses de tricas, de jogadas de bartenders. A equipa era gira, havia gente porreirinha (curiosamente, só continuo a falar com um deles, de vez em quando. E uma das ex-colegas "ameaçou" um plágiozito aqui ao estaminé há uns tempos...), havia dias horríveis e dias muito, muito bons. Eu? Eu era a barmaid sóbria, que não vivia da noite, que não se metia em esquemas, que não saía dali para as discotecas da capital, mas sim para casa, para poder dormir três horas antes de acordar e seguir para o day-job. Não me arrependo nada. Aprendi imenso, ganhei dinheiro (que era o que eu precisava, numa altura muito instável em termos profissionais), trabalhei como nunca trabalhei na vida. O resto... oh well, milhares de histórias para contar...]

1 comentário:

Obrigada!