-->

Páginas

08 agosto 2012

Os meus filhos são os seres mais sossegados do mundo

Hoje, numa grande superfície comercial, houve espectáculo para quem quisesse assistir. O mais novo, que circulava com o rabo preso no carro-bengala, começou a querer ir para o chão. Pu-lo no chão. Quis ir para o carrinho. Pu-lo no carrinho. Quis ir para o chão...


 


O mais novo, agarrado ao boneco (nojento, horrível que ele usa para dormir) começa a dizer que quer os carros de brincar. Dou-lhe os carros. Quer o boneco. Dou-lhe o boneco. Quer o balão. Dou-lhe o balão. Quer os carros. Dou-lhe os carros. Quer o boneco...


 


Levo-os à Merry Cupcakes. Um mini-cupcake para cada um. Ofereço bolo ao mais novo, ele diz que quer uma bolacha. Dou-lhe a bolacha. Quer o bolo. Dou-lhe o bolo. Quer água. Dou-lhe água. Quer a bolacha. Dou-lhe a bolacha. Quer o bolo...


 


Mais novo no carrinho, pede para ir ao colo. Digo que não. Adormece no carrinho. Fim de história. A maternidade é um mundo tão cor-de-rosa... corre sempre tudo bem... os nossos miúdos nunca fazem birra... nunca nos envergonham... nunca ganham as "guerras" que travamos com eles... nós nunca cedemos a chantagens deles... e nunca os chantageamos. Adoro isto, o quão cor-de-rosa é a maternidade...


 


[Ou de como estamos todos MESMO a precisar de férias!!]


4 comentários:

  1. Nunca gostei muito do cor-de-rosa. LOOOL

    ResponderEliminar
  2. Vou tentar focar-me no último parágrafo para não desistir já de ter mooontes de bebes. Foco. Foco. Foco.

    ResponderEliminar
  3. Há dias, ou fases, assim, uff.

    ResponderEliminar
  4. A honestidade, como sempre, mora aqui ;) um beijo enorme.

    ResponderEliminar

Obrigada!