-->

Páginas

15 outubro 2012

Folga forçada

Hoje acordei tardíssimo. Despachei os miúdos em modo supersónico... fui à mala procurar a chave do carro e... não consta. Senhor marido esqueceu-se dela no carro dele. Fiquei, portanto, refém. Eu e os miúdos. E eu com carradas abissais de coisas para fazer.


 


A manhã foi passada a fazer duas fichas com a miúda (comprei-lhe uns livros de actividades indicados para a idade dela e ela adora fazer aquilo), a tratar de roupas e de almoços e a adiantar uma mala. Depois de almoço travei uma micro-guerra com a máquina de costura (mas ganhei!) e consegui enviar a encomenda.


 


Odeio não ter mobilidade, sentir-me presa e sentir que perdi tempo que precisava TANTO de ter usado a meu favor (mas, mesmo assim, consegui fazer mais do que achei possível!).



1 comentário:

  1. Não ter carro ou não poder conduzir é mesmo chato, principalmente quando estamos habituados! Mas acabaste por resolver tudo :)

    ResponderEliminar

Obrigada!