-->

Páginas

20 dezembro 2012

Goodbye, farewell, aufwiedersehen, adieu...

Pelo sim, pelo não, acho melhor despedir-me, não vá o mundo esbardalhar-se mesmo amanhã. Se for o caso, olhem, gostei muito deste bocadinho! Fui feliz, tive uma infância gira, aterrei numa família porreira, de gente simples e esperta como se quer, apaixonei-me e desapaixonei-me e não deixei escapar o amor da minha vida (embora tenha ameaçado!). Tive dos filhos lindos e chateia-me um bocado, caso o mundo acabe mesmo, não poder passar mais tempo com eles. Viajei para sítios bonitos e interessantes, mas fica a faltar Nova Iorque, Istanbul, Paris (outra vez), Roma (outra vez), Cairo, Kyoto e, com jeitinho, ainda arranjava mais uma mão cheia de sítios onde gostava mesmo de ir. Não fiz algumas coisas que adorava ter feito: não aprendi a fazer surf, não me atirei de um avião munida de um páraquedas, não nadei noutro sítio que não o Oceano Atlântico e o Mar Mediterrâneo, não entrei num filme, não escrevi um livro, não plantei árvores (true... sad, but true! Nunca celebrei um Dia da Árvore plantando uma! Inacreditável, eu sei!). Fiz outras coisas que adorei fazer: li muito, vi filmes que me moldaram enquanto pessoa, ri e chorei, tive amigos fabulosos, fiz karate, fiz teatro, fiz campismo selvagem, aprendi que é bom poder viver segundo a máxima "take it slow". E segundo a outra, a minha preferida, "go with the flow". Aprendi que o mundo não acaba amanhã... ou se calhar acaba e, se for o caso, aqui fica a despedida. Em não acabando, amanhã à mesma hora, cá estarei como de costume.

1 comentário:

  1. Ainda bem que o mundo não acabou.
    Porque o mundo tem coisas fantásticas, como o teu blog, e porque eu também ainda só nadei no oceano atlântico e no mar mediterrâneo!
    ;)

    E pressupondo que dura pelo menos mais uns dias, Feliz Natal e um bom Ano Novo!

    ResponderEliminar

Obrigada!