-->

Páginas

28 fevereiro 2013

Acerca do "Em Parte Incerta"


O livro é bom. Mas eu não gostei. Eu explico.

Odeio sentir-me enganada e com este livro sinto que me venderam gato por lebre. Isto foi sendo apresentado como thriller e policial e não é nada disso. Ou antes, thriller, talvez. Policial, nem pensar.

A premissa do livro é boa - uma mulher desaparece no dia do seu 5º aniversário de casamento. Se isto fosse um policial, a coisa andaria à volta das buscas por ela. Mas não é. Sim, ela vai sendo procurada, mas o foco não está aí.

O livro está dividido em três partes e os capítulos de cada parte dividem-se entre a perspectiva do marido e a da mulher. Até aqui, tudo bem. Acontece que a primeira parte do livro é chata. Muito chata. Os capítulos da mulher são entradas do diário dela de há uns anos a esta parte, os capítulos do homem são acerca dos dias que se seguem ao desaparecimento dela.

Com o decorrer do livro são-nos revelados detalhes, tanto de um como de outro, que mudam a história.

O melhor que este livro tem, na minha opinião, é a personalidade da mulher. Aparenta ser uma coisa e é outra. Só que eu percebi isso logo no início do livro, quando percebi que isto não era um policial coisa nenhuma. É um romance com laivos de mistério. Porque o livro, mais do que ser sobre o desaparecimento da mulher, é sobre o carácter dela.

A escrita é boa (a tradução nem tanto... tem lá pelo meio o já clássico "manter o perfil ainda mais apagado", claramente derivado de um "keep an even lower profile). A ideia é boa. O livro é bom. Mas não é um policial... e eu não gostei, pronto.

3 comentários:

  1. confesso que estava muito curiosa para ler este livro. descobri o maravilhoso mundo dos policiais através da minha irmã (que é viciada) e muitas vezes vejo boas sugestões no teu blog para lhe oferecer.
    este, apesar de não ser idealmente um policial, deixou-me com a pulga atrás da orelha. aposto que alguém vai gostar de o receber e de mo emprestar.
    estes teus posts são serviço público. :)

    ResponderEliminar
  2. Gostei da "critica" ao livro e já me passou o interesse que tinha de o ler. Se não é policial, não´faz o meu género e como tal vou esquecer.

    ResponderEliminar

Obrigada!