-->

Páginas

04 fevereiro 2013

Ajustes

De vez em quando é preciso ajustar pequenas coisas para seguir em frente. No meu caso, o drama chama-se "horário". Já percebi que tenho que ter muito bem definido na minha cabeça o que é trabalho e o que é trabalho-de-casa. Como estou em casa todo o dia, acabo por sentir que estou sempre em modo trabalho-de-casa. E não pode ser. É por isso que vou passar a sair mais de casa para escrever. Nem que seja ir para o café aqui de baixo (onde já descobri uma tomada). Depois, à parte disso, percebi que tenho que ter uns bocadinhos em que não me sinta culpada por não estar a trabalhar. Ora se toda a gente tem momentos de pausa, eu também preciso, certo?


Assim sendo, as manhãs e os serões passam a ser de trabalho. As tardes, de trabalho-de-casa. As horas de almoço de pausa. Tentei acordar às seis da manhã. Sabem bem, consigo passar a ferro enquanto vejo uma série, mas não consigo fazer mais nada. Não posso fazer barulho. E não consigo escrever de manhã. A minha mente criativa funciona muito melhor à noite, quando já estou cansada de tudo o resto. É quando aparece o meu lado "noir", que é o que gosto de usar para escrever. É tudo uma questão de respeitar os nossos próprios ritmos e de tentar encontrar o que melhor se adapta a nós.

1 comentário:

  1. E eu ainda não encontrei o meu! Falta muito? Precisava de isto equilibrado e 'nos eixos' para ontem....

    ResponderEliminar

Obrigada!